Revista em casa de custódia resulta na apreensão de celulares e drogas

NN1/Cortesia

Apreensão de celulares e drogas

Uma revista realizada, nesta quarta-feira, 4, na Casa de Custódia de Arapiraca, revelou a fragilidade na segurança. Após visita de familiares aos presos, os policiais encontraram na carceragem da unidade: 27 aparelhos de telefone celular e carregadores, drogas (32 bombinhas de cocaína e aproximadamente 300 gramas de maconha) e uma marica (cachimbo usado para consumo de crack).

Segundo o delegado que comandou a revista, Everton Gonçalves, o material apreendido foi encaminhado à Central de Polícia Civil, onde foi lavrado o flagrante. O delegado havia recebido informações sobre a existência desses equipamentos no local e determinou o “pente fino”.

O delegado ainda não informou que medidas serão adotadas para impedir a entrada de droga e equipamentos eletrônicos na Casa de Custódia.

Veja Mais

1 comentário

  • Arnaldo Oliveira says:

    Uma boa medida seria a instalação de um scanner corporal, detectores de metais, a contratação de mais agentes, sobretudo agente feminina, pois são elas quem revistam as mulheres dos presos.

    Como a única policial feminina que trabalha no local não pode introduzir os dedos nas partes íntimas das mulheres visitantes (leia-se vagina), pois é proibido, fica fácil essas mesmas visitantes trazerem drogas e celulares consigo por esse meio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações