Temer chama impeachment de Dilma de golpe, diz que não o apoiou e causa alvoroço na web

Perguntado sobre os “azares” da sua Presidência, Michel Temer decidiu reforçar que “teve muito gosto” em ser presidente do Brasil, cargo que, segundo o próprio ex-presidente, nunca foi almejado por ele.

Em se tratando do impeachment de Dilma Rousseff, que presidiu o Brasil de 2011 a 2016, com primeiro e segundo mandatos ao lado de Michel Temer como vice-presidência da República, o substituto da ex-presidente ressaltou:

“Eu tive muito gosto em ser presidente da República. Eu não almejei jamais isso. De vez em quando, diziam ‘Temer é golpista’, e, aliás, ouvi uma breve referência de que eu teria apoiado a ideia do golpe […] Eu jamais apoiei ou fiz empenho pelo golpe.”

A palavra “golpe”, ecoada pelo ex-presidente, para muitos internautas, seria uma confirmação que o impeachment contra Dilma Rousseff não passou de golpe, fazendo com que “golpe” entrasse nos temas mais comentados do Twitter nesta terça-feira (17).

Fonte: Sputnik News

Veja Mais

3 Comentários

  • Roberto Ben Zahi Pym says:

    Chega!!! Por vias democráticas não chegaremos a lugar algum!!! IMPITCHIMAN… Golpe, lava toga… Bostanaro. Reforma trabalhista, reforma política… Previdenciária… A Amazônia em chamas! Só em 2019 315 agrotóxico cancerígeno aprovado para uso! Ops! Para a morte do pobre brasileiro. Resta uma saída! Uma revolução interna, uma guerra civil!!! Já!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações