Vereador de Pilar tem nova prisão decretada pela Justiça, mas não é encontrado

Reprodução / Instagram

Paulo Cavalcante Soares

Após a cassação da liminar que revogava a prisão do vereador por Pilar, Paulo Cavalcante Soares, proferida pela Câmara Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) na última semana, a Polícia Civil realizou diligências para localizar o edil. Contudo, ele não foi achado.

Paulo Cavalcante, conhecido como “Paulinho Fofoca”, é acusado de ameaça, difamação e injúria contra a primeira-dama do município do Pilar, Cecília Rocha, atual secretária da Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, e teve prisão preventiva decretada mais uma vez pela Justiça, em decisão assinada nesta quarta-feira (18), pelo juiz Sandro Augusto dos Santos.

Segundo informações, após a publicação da decisão da Câmara Criminal do TJ, ele não teria mais sido visto na cidade e nem novas atividades em suas redes sociais teriam sido registradas.

Novas diligências deverão ser realizadas a fim de cumprir o mandado de prisão.

De acordo com a matéria do TJ, a decisão teria sido provocada pelo descumprimento às medidas cautelares que determinavam que ele mantivesse distância  e suspendesse o contato com Cecília Rocha, que segundo os autos teria sido chamada de desequilibrada e perseguida durante um evento em Pilar.

“O paciente é pessoa afeita ao mundo da criminalidade e dos atos ilícitos em geral, haja vista que existe mais de uma dezena de processos nos quais ele figura como autor de ofensas à honra alheia. Consta, por exemplo, ações de indenização por danos morais em juízos cíveis e persecuções criminais que tratam de crimes contra a honra e de ameaças”, ressaltou o relator do processo, desembargador José Carlos Malta, em texto publicado no portal do Tribunal de Justiça de Alagoas.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações