Bebê com mais de 6kg nasce de parto normal: ‘privilégio’, diz mãe

Reprodução

A mãe, Elisângela carrega o bebê ao lado da enfermeira, Mariana

Um bebê nasceu com 6,230kg, de parto normal, na Maternidade municipal Fernando Magalhães, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio, na última terça-feira. O tamanho do recém-nascido surpreendeu até mesmo a equipe de obstetrícia do hospital. O peso normal de um bebê ao nascer varia entre 2,5kg e 4,5kg, sendo a média de 3,4kg. Apesar das medidas fora da curva, o pequeno Davidberg veio ao mundo saudável e sem complicações

— Foi uma grande surpresa. Graças a Deus, deu tudo certo. É um privilégio ter uma criança com esse peso e, o mais importante, com saúde. Dou graças a Deus por ter nos abençoado na hora do parto — disse a mãe, Elisângela Vasconcelos, de 36 anos, que recebeu alta na tarde desta quinta-feira e já está em casa com o bebê.

Davidberg é o caçula de seis filhos de Elisângela. Apesar do histórico de partos com bebês grandes — o último filho nasceu com mais de 4kg — a mãe não esperava que o novo chegasse tão pesado, já que um exame aos 7 meses de gravidez mostrou que ele pesava cerca de 2,5kg dentro da barriga.

O pré-natal de Elisângela foi feito em um posto de saúde e ela já chegou ao hospital, na terça, em trabalho de parto.

— Chegou em trabalho de parto ativo e, em três horas, evoluiu para o parto. Foi um trabalho de parto rápido. Nos exames do pré-natal estava tudo normal, não apresentava diabetes e o exame de sangue estava sem alterações. A gente sabia que ela tinha um histórico de bebês grandes, mas foi um choque, a gente não esperava — contou a enfermeira obstétrica Mariana Zukoff, da equipe Parto por Amor.

Apesar do tamanho do bebê, o parto normal foi possível, sem a necessidade de qualquer tipo de intervenção de medicamentos, graças a manobras obstétricas.

— A gente precisou fazer algumas manobras, porque quando os bebês são grandes às vezes o ombro pode ficar preso, então tem que fazer a manobra certa. Ele nasceu bem, chorando, e foi direto para o colo da mãe. A gente prioriza o contato pele a pele. O pai também participou e ajudou bastante. Até o casal ficou surpreso com o peso do bebê — disse a enfermeira.

Davidberg virou uma atração na maternidade.

— Todo mundo do hospital quis ver, tirar fotos. Algumas pessoas me abordaram para perguntar se ela teve muita laceração. Não teve, para o tamanho do bebê, a laceração foi muito pequena. Teve alta em 48 horas, tudo normal — afirmou Mariana.

Fonte: Extra

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações