Estudantes ‘nota 1.000’ na redação do Enem revelam o segredo do sucesso

G1G1

Eles representam um índice de apenas 0,004% do total de pessoas que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014.

Estão entre os 250 estudantes nota 1.000 na redação do Enem. Quase 6,2 milhões de candidatos fizeram as provas em novembro do ano passado, e raros foram aqueles que conseguiram a nota máxima.

O seleto grupo cumpriu com eficiência as cinco competências exigidas na prova e soube dissertar com propriedade sobre o tema proposto na prova, "Publicidade infantil no Brasil".

Mais de 529 mil candidatos tiraram zero na redação do Enem realizado em novembro do ano passado, sendo que 217 mil tiveram a prova anulada porque fugiram no texto ao tema proposto.

O G1 reuniu as histórias de alguns desses alunos nota 1.000 na redação do Enem. Confira:

Treino e dedicação
Treinamento e dedicação são as dicas da carioca Paula Freire, de 19 anos, para conquistar a nota 1.000 na redação do Enem. Ela chorou muito quando soube que estava entre 250 estudantes de todo o país a conseguir a nota máxima. "Fiz muita redação porque sei que quem treina mais sempre escreve melhor." Paula acha que sua redação vai ajudá-la a entrar em medicina em uma das universidades públicas do Rio. "Vai fazer a diferença e abrir muitas portas."

Livros, violão e cavalos
Luis Arthur Novais Haddad, de 19 anos, de Juiz de Fora (MG), mesclou estudos com doses de relaxamento para chegar bem preparado às provas do Enem. "Tem que ter horário de estudos, mas também tem que relaxar, para não ter estresse. Tocava violão, às vezes ia à fazenda, andava a cavalo", diz. Sobre a redação: "Importante é ler bastante e escrever para adquirir o hábito e ter um bom vocabulário. A leitura é fundamental para um bom texto."

Discussão de temas relevantes
Victoria Maria Luz, 18 anos, deixou os amigos, familiares e a terra natal, no Semiárido do Piauí, região castigada pela seca, para se dedicar aos estudos. Ela fez edições anteriores do Enem como treineira, o que ajudou na hora da prova. "Também tive um acompanhamento escolar muito intenso com oficina para produção de textos onde discutimos diversos temas e depois produzíamos textos", destacou.

Música e sociologia no texto
O costume de ler desde pequeno é apontado por André Diniz, de 17 anos, de Natal (RN), como principal fator para alcançar a nota máxima na redação do Enem. "Acredito que a leitura foi o diferencial. Eu costumava ler desde pequeno e o desenvolvimento na escrita foi natural. Argumentei com sociologia e música. Não demorei no texto, mas o resultado foi muito bom", explica.

Uma redação por semana
A estudante Andréia Lira, 18 anos, do Recife (PE) é aluna do curso tecnológico em segurança do trabalho do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), mas quer mesmo estudar engenharia civil. Ela se preparou para o Enem estudando nos finais de semana. "Fiz cursinho por dois anos, e tentava fazer pelo menos uma redação por semana, mas levei um susto. Não esperava essa nota", explica Andréia.

Ler e escrever muito
Aos 16 anos, Júlia Neves Silva Dutra, de Uberaba (MG), já concluiu o ensino médio e pretende cursar medicina em alguma das universidade federais do Triângulo Mineiro (UFTM, UFOP e UFU). Segundo ela, o hábito de ler e escrever histórias que cultiva desde pequena ajudou no desempenho. "Desde pequena eu gosto de escrever historinhas e isso ajudou bastante a desenvolver a minha escrita", explica.

Tem que ter confiança
Lucas Santos Barbosa, 20 anos, de Maceió (AL), foi reprovado em dez vestibulares, e resolveu se preparar muito para o Enem. "Tem que ter autoconfiança. No ano passado, eu coloquei dentro de mim que iria passar e estou esperando ser aprovado na Universidade Federal de Alagoas", afirmou o estudante, que espera que a nota máxima em redação o ajude a realizar o sonho de cursar medicina.

Questão de prática
Vanessa Feijó, estudante de Fortaleza (CE), vibrou com a nota 1.000 que tirou na redação do Enem. "O tema da publicidade infantil foi uma surpresa", destaca a jovem. "Mas quando você começa a fazer muita redação, com frequência, você cria uma prática e desenvolve melhor qualquer tema proposto. Por mais difícil que seja, você acaba conseguindo desenvolver as ideias."

Estudar, estudar e estudar
Lorena Barreto Araújo, de 19 anos, de Moita Bonita (SE), diz que o segredo é estudar e estudar. Ela usou em um trecho da sua redação uma frase do teórico francês Pierre Bourdieu sobre a influência da mídia. "Ela diz: ‘Aquilo que foi criado para se tornar instrumento de democracia direta não deve ser convertida em mecanismo de opressão simbólica’. Com ela senti que minha redação estava pronta. Foi a cereja do bolo."

Buscar a superação
A estudante Dandara Costa, de 22 anos, do Recife (PE), fez seu quinto Enem em 2014 e pela primeira vez conseguiu a nota máxima na redação. "Nem acredito ainda. Esse ano consegui me superar muito", diz a jovem, que quer entrar no curso de medicina da Universidade de Pernambuco (UPE). Ela já havia conquistado uma vaga em medicina em uma instituição particular, por tradição, raspou uma parte da sobrancelha e colocou um curativo.
Esperar o inesperado
Filho de um técnico em radiologia, Antônio Ivan Monteiro Júnior, de Fortaleza (CE), se dedicou ao Enem para pode realizar o sonho de estudar medicina. "Quando vi o tema da redação, percebi que poderia me sair muito bem exatamente por não ser um tema muito conhecido e nem esperado,", afirma o estudante.

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações