Polícia


Caso Bárbara: ex-namorado e esposa prestam depoimento na DEIC

A esposa de Ribeiro, identificada apenas como Cristina também chegou à DEIC, por volta das 16h30 desta terça-feira, para prestar depoimento.

Priscylla Régia/Alagoas24HorasImagem mostra o momento em que Bárbara deixa a boate acompanhada de um homem

Imagem mostra o momento em que Bárbara deixa a boate acompanhada de um homem

Depois do depoimento da melhor amiga da vendedora Bárbara Regina Gomes da Silva, 22 anos, a sede da Divisão Especial de Investigação e Captura (DEIC) ficou movimentada com a chegada do empresário Cícero Ribeiro, 41 anos, ex-namorado da jovem.

A polícia investiga, com base no depoimento de testemunhas e familiares, se Ribeiro é o mesmo homem com quem Bárbara saiu da boate na madrugada do dia 1º de setembro, quando foi vista pela última vez.

Em entrevista à imprensa na chegada à DEIC, Ribeiro confirmou que manteve um relacionamento extraconjugal com Bárbara, mas que há alguns meses estavam separados. O empresário confirmou também que Bárbara sabia que era casado e as discussões entre a esposa e a vítima em dois locais: num bar e em um shopping de Maceió, em maio deste ano.

O acusado, no entanto, negou qualquer envolvimento no desaparecimento e justificou que as possíveis ameaças de sua esposa à vítima não passavam de “ciúmes, normal entre marido e mulher”.

O acusado disse que está sofrendo muito com a situação e que sente pela dor da família de Bárbara. “Espero que a polícia chegue o mais rápido possível ao autor do desaparecimento”, disse Ribeiro, acrescentando que a última vez que a viu foi durante a compra de um veículo, em uma concessionária.

Álibi

O empresário afirma que no dia do desaparecimento estava na companhia de um delegado amigo jogando futevôley, no Trapiche. Depois disso, ele e a esposa teriam ido até uma lanchonete no Stella Maris e em seguida foram para a residência onde moram. Eles estariam com as imagens do circuito interno de segurança do prédio, que comprovaria que estavam em casa – de onde não teriam saído – por volta da meia-noite.

Ameaças

A esposa de Ribeiro, identificada apenas como Cristiane também chegou à DEIC, por volta das 16h30 desta terça-feira, para prestar depoimento sobre o desaparecimento da vítima.

Segundo as advogadas da família de Bárbara, Cristiane negou que tenha feito ameaças a jovem e também qualquer participação no desaparecimento. O casal deixou o prédio da DEIC dentro de um veículo e não falou com a imprensa.

Parentes de Bárbara informaram que o delegado Antônio Nunes deve solicitar a quebra do sigilo telefônico da vítima.


Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>