ABC empata com Ituiutaba no Frasqueirão e é campeão brasileiro

O Ituiutaba até lutou contra a forte pressão do ABC e da torcida alvinegra no estádio Frasqueirão, mas, beneficiado pela vantagem obtida no primeiro jogo da final da Série C, em Uberlândia, o time potiguar acabou sagrando-se campeão da Terceira Divisão ao empatar por 0 a 0, em Natal.

Com o triunfo por 1 a 0 no Parque do Sabiá na semana passada, ao ABC bastava o empate para levantar a taça. A confiança era tamanha que a a festa começou antes mesmo de a bola rolar.

Minutos antes da partida, o ex-lateral Marinho Chagas, que jogou no time potiguar em 1970, foi homenageado com uma placa. A torcida lotou o Frasqueirão, preenchendo a capacidade máxima de 19 mil lugares, e, munida de balões, papeis picados e bandeiras, deu o tom do otimismo na conquista do título pela equipe alvinegra.

Quando o árbitro apitou o início da partida, no entanto, o Boa mostrou que não se intimidaria com a pressão do adversário. Fez uma partida aberta contra os donos da casa e, assim, acabou abrindo espaço para os avanços do time de Natal. O ABC teve pelo menos três boas chances para abrir o marcador no primeiro tempo e só não o fez porque esbarrou em ótimas defesas do goleiro Luiz Henrique. Já o time do Pontal finalizou oito vezes, mas sem levar muito perigo ao gol do time potiguar.

Na volta do intervalo, o técnico Nedo Xavier trocou Gilsinho por Peri. "O Peri é mais agudo, mais rápido. A mudança já estava programada, fizemos de outras vezes e deu certo", explicou. Já o técnico Leandro Campos, do ABC, reconheceu o bom desempenho do Ituiutaba na etapa inicial: "O Ituiutaba tem uma consistência boa, bom passe e muita dinâmica. Demos espaço para eles e eles trabalharam bem a bola. Nos criamos mais chance para marcar, mas eles tiveram volume maior de jogo".

Pressão

Os 45 minutos finais foram praticamente de pressão do ABC – aos Cléber Carioca acertou o travessão, na melhor oportunidade. A situação do Boa começou a se complicar aos 15min, quando Cláudio foi expulso. O time potiguar se empolgou e, empurrado pela torcida, passou a atacar ainda mais, principalmente com Cascata. De novo, apareceu Luiz Henrique, com defesas milagrosas, para garantir o 0 a 0 no placar.

Mesmo sem os esperados gols, a torcida local festejou muito seus campeões. O Ituiutaba, por sua vez, saiu de campo triste por não ter levado a taça, mas feliz por alcançar o maior feito de sua história, ao garantir vaga na Série B do Campeonato Brasileiro.

ABC-RN
Welligton; Sueliton, Tiago Garça, Leonardo e Renatinho; Basílio, Ricardo Oliveira (Everton César), Pio e Jackson (Claudemir); Cascata (João Paulo) e Leandrão
Técnico:Leandro Campos

Ituiutaba
Luiz Henrique; Ferron, Stanley (Cláudio) e Cléber Carioca; Totonho, Olívio, Claudinei, Ualisson Mineiro e Dê (Vitor Rossini); Fabiano e Gilsinho (Peri)
Ténico: Nedo Xavier

Motivo: jogo de volta da final da Série C do Brasileiro
Local:Frasqueirão, em Natal (RN)
Data: Sábado, dia 13 de novembro
Árbitro: Wallace Nascimento Valente (ES)
Assistentes: Arnaldo Rodrigues de Souza (CE) e Thiago Gomes Brígido (CE)
Cartão amarelo:Ricardo Oliveira (ABC), Ferron, Cléber Carioca, Totonho (Ituiutaba)

Cartão vermelho: Cláduio (Ituiutaba)

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações