Interior


Polícia prende acusado de homicídios em São Miguel dos Campos

AlagoasWeb/CortesiaMaterial apreendido com acusado

Material apreendido com acusado

Após investigações, agentes da Delegacia Regional de São Miguel dos Campos, sob o comando do delegado Regional Mário Jorge Barros, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva e de busca e apreensão, expedidos pelo juiz Hélio Pinheiro, da 3ª Vara, prenderam no final da tarde desta quarta-feira, 23, José Claudevan Francisco da Silva, 27 anos.

‘Deva’, como é conhecido, é apontado como autor de vários homicídios. “Já está confirmada a participação do acusado em pelo menos cinco homicídios”, esclarece o delegado, que relaciona os crimes, “ele matou de cara limpa o Carioca, na Praça da Liberdade, o Marabá, na Vila da Baiúca, e o Berol no Bairro Humberto Alves”.

Apurações da Polícia Civil apontam Deva como participante na morte do comerciante Dog, crime ocorrido na Praça Multi Eventos de São Miguel dos Campos. “Temos conhecimento ainda da participação dele em um crime ocorrido no baixo meretrício da cidade, onde uma pessoa foi morta e outra foi baleada”, completa.

Mário Jorge esclarece ainda que as investigações apontam ‘Deva’ como participante no crime ocorrido durante um desfile de bloco em São Miguel dos Campos, no último dia 12 de fevereiro, onde foi morto um folião e um menor foi baleado. “Ele também é autor de um atentado ocorrido entre duas facções que disputavam o controle do tráfico em São Miguel dos Campos e é apontado como o maior inimigo de Jailson Soares, vulgo Veiá.

No momento da prisão, Deva confessou ao delegado que só matava bandido, “Dr. Mário Jorge eu só matei bandido, não matei nenhum homem de bem, nem pai de família”, confessou.

Com o acusado a polícia apreendeu um revólver calibre 32, com quatro munições, sendo três deflagradas, além de uma espingarda artesanal do tipo soca-tempero.

Na operação foi preso também Cícero Francisco da Silva, 43 anos, irmão do acusado, que também portava uma das armas encontradas.

“Eles serão autuados em flagrante ainda na noite desta quarta-feira”, concluiu Mário Jorge, que continua, juntamente com sua equipe, em diligência para prender outros acusados de fazer parte de um grupo de extermínio, que vinha autuado na cidade.

O delegado encerrou falando da importância da parceria da Polícia Civil o juiz Dr. Hélio Pinheiro, da 3ª Vara e o ressaltou a importância das denuncias que a polícia vem recebendo, “pode ligar e denunciar que a polícia vai investigar toda e qualquer denúncia”, concluiu MJ.


Fonte: AlagoasWeb

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>