Maceió


Rei do suspiro é destaque em revista argentina

O vendedor não acreditou quando viu sua fotografia em uma página inteira da revista destacando a forma amigável e hospitaleira como o maceioense atende aos turistas.

Flávia Duarte/Alagoas24HorasLuiz Eudes é o Rei do Suspiro

Luiz Eudes é o Rei do Suspiro

Famoso pelo seu jeito inconfundível de vender suspiros, Luiz Eudes Floripes da Silva, o Reio do Suspiro, se surpreendeu nesta semana quando foi informado por um conhecido, que havia sido destaque na revista argentina de turismo ‘Lugares’, como um dos ícones da capital alagoana. O vendedor não acreditou quando viu sua fotografia em uma página inteira da revista destacando a forma amigável e hospitaleira como o maceioense atende aos turistas que visitam a cidade.

Luiz Eudes conta que não chegou a conceder entrevista, mas lembra que foi abordado por um grupo de jornalistas argentinos que pediram autorização para fazer fotos suas. Depois disto o ex-professor e vendedor de seguros ganhou as páginas internacionais na reportagem “Maceió: Mar e Palmeras do Brasil”.

Enquanto exibia orgulhoso a reportagem, lembrou do início da sua história com o suspiro, que começou em 1994, quando foi auxiliar sua esposa Marlene Calixto dos Santos, em uma entrega. A esposa já produzia e vendia suspiros para ajudar na economia doméstica. Somente neste dia percebeu o quanto a venda do produto seria rentável. A partir daí, Luiz Eudes investiu no negócio, ousou e usou sua criatividade para criar a personagem que se tornou conhecida por alagoanos e turistas.

Ao invés de bermuda e chinelo, terno e gravata. Não apenas para causar boa impressão, mas para mostrar a seriedade do trabalho do empresário. “Esse é meu diferencial. Quando alguém fala sobre o Rei do Suspiro, o descreve como o vendedor que usa terno e grava e percorre Maceió inteiro para promover o seu produto", disse, enquanto comentava sobre a importância de cada pessoa ter um diferencial.

Crescimento

Hoje o Rei do Suspiro vende seu produto até via Sedex para estados como Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Sergipe e até Minas Gerais. Eudes e sua esposa estavam vendendo os suspiros até em redes de supermercado, mas em certo momento tiveram que encerrar as vendas porque não supriam a demanda. Eles recusaram convites para se mudar para São Paulo, onde poderiam abrir a tão sonhada Casa do Suspiro, mas preferem continuar em Maceió, onde seu suspiro integra a riqueza gastronômica.

Fonte: Com Agência Alagoas

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>