Maceió


Maceioenses prometem ato contra aumento do combustível

Ideia é abastecer R$ 0,50 e pedir nota fiscal ou dividir o valor no cartão de crédito.

Um protesto deve ser realizado na noite desta terça-feira (3) na Praça Multieventos, em Pajuçara, contra o aumento no preço dos combustíveis. A mobilização é realizada por meio das mídias sociais e a concentração está prevista para as 19h.

A ideia é abastecer o valor de 0,50 e exigir a nota fiscal ou abastecer o mesmo valor em cartão de crédito e parcelar o débito, também exigindo nota fiscal dos postos.

As opiniões se dividem nas redes sociais. Há quem alegue que a atitude apenas prejudicará os donos de postos e que o protesto deve ser contra o PT e o governo Dilma – em referência aos desvios da Petrobras. Outros internautas lembram que os desvios na estatal são herança do governo Fernando Henrique (PSDB). E há aqueles que acusam os donos dos postos de oportunismo e superfaturação de preços.

Analistas previam uma alta entre 2% e 2,5% no aumento nas bombas depois que o governo anunciou o aumento de 4% para as refinarias, mas os mesmos especialistas alertam que os donos de postos podem aproveitar o anúncio do governo para aumentar sua margem de lucro e defende que o consumidor deve estar atento.

Há cerca de duas semanas os postos em Maceió aplicavam valores entre R$ 2,950 e R$ 3,190. Com o aumento o repasse deveria ficar em torno de R$ 0,22 mais caro, mas os postos têm praticados valores bem acima dos R$ 0,22. Em Maceió os preços variam entre R$ 3,390 e R$ 3,430.

Os valores das tarifas de táxi também estão mais caras 8,83%. Isso significa que a bandeira 1, que antes custava R$4, custará R$ 4,35. A Prefeitura estuda o reajuste da passagem de ônibus que deve subir de R$ 2,50 para R$ 2,75.


Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>