Maceió


Bolsa Família

SecomRecadastramento está sendo realizado nas escolas

Recadastramento está sendo realizado nas escolas

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), informa aos beneficiários do programa Bolsa-Família que não é necessário dormir na fila ou até mesmo chegar de madrugada nos postos de recadastramento do programa, pois todos terão a oportunidade de atualizar seus dados.

"Até o final desta semana, divulgaremos em quais escolas será feito o recadastramento no mês de junho. Caso haja alguns retardatários, eles poderão se recadastrar numa próxima chamada e não perderão o beneficio", explica a diretora de Assistência Social da Semas, Scheila Cristina Andrade.

O recadastramento para o programa Bolsa-Família prossegue até esta terça-feira, 27, na Escola Bom Conselho, localizada em Bebedouro, com uma equipe de 53 recadastradores, divididas em dois turnos. A estimativa é recadastrar cerca de 1.100 famílias com filhos que estudam na própria escola e nas unidades de ensino Bonifácio da Silveira, Braga Neto, Alberto Torres e Guedes Nogueira.

Nesta quarta-feira (28), a Escola João Sampaio, situada no conjunto de mesmo nome, será o local de recadastramento para as crianças que estudam nas escolas Zilca de Oliveira, Maria de Fátima Melo, Marcos Soriano e na própria unidade. A previsão é recadastrar cerca de 500 famílias no Bolsa-Família.

Na quinta, 29, e sexta-feira, 30, a Escola Pio X, no Prado, fará o recadastramento das famílias com filhos que estudam na própria escola e nas unidades Suzana Palmeira, Tereza de Jesus, Parque Monsenhor Luis Barbosa, Coréia das Neves e Anísio Teixeira.

O Bolsa-Família beneficia pessoas que possuem renda familiar de até R$ 120,00 e filhos de zero a 17 anos. São oferecidos R$ 18,00 para cada filho na faixa etária de zero a 15 anos. Já os pais de adolescentes de 16 e 17 anos têm direito a R$ 30,00.

Entretanto, para obter o benefício, os maiores de sete anos devem comprovar que estão freqüentando a sala de aula. Já os pais de crianças de zero a seis anos têm de apresentar o cartão de vacinas atualizado, além dos documentos exigidos: certidão de nascimento, declaração da escola e cartão de vacinação. Os pais ou responsáveis precisam estar portando cartão do Bolsa-Família, identidade, CPF e comprovante de residência.

Atualmente, o Bolsa-Família beneficia em Alagoas 68 mil famílias. De acordo com Sheila Andrade, o objetivo do recadastramento, que é feito de dois em dois anos, é atualizar os dados para evitar irregularidades.

Fonte: Secom/Maceió

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>