Começa briga pelo título do Circuito BB de Vôlei de Praia

Sílvio Ávila/CBVAtletas do vôlei de praia desembarcam em Maceió e prometem muita emoção

Atletas do vôlei de praia desembarcam em Maceió e prometem muita emoção

Pela 14ª vez Maceió recebe o Circuito Banco do Brasil Vôlei de Praia nas areias da Pajuçara. Dessa vez, com uma novidade: jogos noturnos amanhã e no sábado. As atenções estarão voltadas para a definição das oito melhores duplas masculinas, que decidirão o título da temporada, na próxima semana, em João Pessoa. As partidas serão iniciadas às 8 horas, prosseguindo até às 16 horas e recomeçando às 18 horas. A entrada é gratuita e a doação de alimentos não perecíveis é voluntária. Hoje, com o encerramento do qualifying, mais uma alagoana garantiu presença no torneio principal: Neide, que juntou-se a Talita (que joga com Renata), Fabi (que faz parceria com a capixaba Isabela Maio), além de Radjalma/José Alex.

Para as quatro duplas já classificadas para a briga pelo título da temporada, a etapa de Maceió servirá para manter o ritmo e ganhar confiança para a etapa paraibana. Líderes do ranking, Márcio e Fábio Luiz (CE/ES) esperam repetir o resultado obtido em 2006, quando venceram a final nas areias da Pajuçara.

“Queremos ganhar porque temos nossos objetivos, principalmente, de terminar bem a temporada. Apesar do cansaço causado pela temporada desgastante, a determinação e a vontade são fundamentais no vôlei de praia. Nossa meta é estar em João Pessoa com força total”, completou Fábio Luiz.

Vice-líderes do ranking, Franco e Pedro Cunha (CE/RJ) lutarão, em Maceió, para disputar a terceira final consecutiva no Circuito Banco do Brasil. Campeã em Vila Velha e vice em Cabo Frio, a dupla espera conseguir manter a regularidade.

“Estamos atravessando um momento muito bom. Tivemos alguns problemas este ano, mas foram experiências novas que vivemos. Se conseguirmos novamente uma boa classificação, chegaremos em João Pessoa com mais confiança. Seria sensacional conseguirmos o título do Circuito Banco do Brasil, que é nosso principal objetivo”, afirmou Franco, maior vencedor da competição, com 42 etapas vencidas.

Além de Márcio/Fábio Luiz e Franco/Pedro Cunha, também já têm vagas asseguradas na briga pelo título da temporada do Circuito Banco do Brasil as duplas Ricardo/Emanuel (BA/PR), atual campeã olímpica e pan-americana, e Harley/Pedro Solberg (DF/RJ). Estas quatro equipes também dividem o favoritismo na disputa pela vitória da etapa de Maceió.

Quem briga pela classificação

O pernambucano Adriano e o sul-mato-grossense Benjamin formam um dos times que segue lutando por uma das quatro vagas. Vindo de três bons resultados, a dupla precisa superar a forte concorrência das duplas rivais para se credenciar à disputa do título.

“Quando iniciamos a parceria, o Benjamin estava com a pontuação um pouco mais baixa em relação aos outros atletas, já que tinha perdido três etapas ao longo do ano. Conseguimos três bons resultados, inclusive chegar a uma final, e isso nos colocou na briga. Nossa disputa é direta com Thiago/Ricardo. Em Cabo Frio, cruzamos com eles nas oitavas-de-final e conseguimos eliminá-los. Precisamos que algo parecido aconteça em Maceió para que possamos tirar a vantagem deles. Vamos lutar pela vaga até o final”, comenta o pernambucano Adriano.

Juntos há apenas três etapas, os atletas confessam que não esperavam estar em tão pouco tempo em condições de disputar o título da temporada.

“Sempre que um atleta muda de parceiro, fica com o pé atrás, inseguro sobre o que vai acontecer. No meu caso, mais ainda, porque jogava há 15 anos com o Lula. Apesar de agora ter como parceiro o Benjamin, um jogador que, inclusive, já disputou uma Olimpíada, não sabia ao certo o que nos esperava. Muitas pessoas diziam que tínhamos tudo para formar uma dupla muito boa, e isso realmente está acontecendo”, completa Adriano.

A dupla Thiago/Ricardo (SC/PA) sabe que a vaga depende somente de uma boa atuação em Maceió. Os dois atletas não querem se preocupar com os resultados de seus adversários.

“É o trabalho de todo um ano para conseguir este objetivo. Esta etapa é tão importante quanto as outras, e não podemos colocar um peso maior neste torneio. Independente dos resultados das duplas que também estão no páreo, temos que fazer o nosso e jogar bem”, disse o paraense Ricardo.

A primeira das cinco duplas é a formada pelos cearenses Rodrigo e Hevaldo, que juntaram-se no mês passado devido às contusões de seus parceiros – Fabiano e Luizão, respectivamente -, mas já haviam jogado juntos antes, daí o rápido entrosamento.

“Ganhamos mais confiança para esta etapa pelo fato de estarmos bem próximos da classificação para a decisão do título. Tenho certeza de que as oito duplas que estarão em João Pessoa têm qualidades de estar no pódio. Por isso, ninguém poderá subestimar seu adversário”, disse Hevaldo, melhor saque de 2006.

Qualifying define últimas duplas

A única atleta alagoana que avançou do qualifying realizado nesta quinta-feira foi Neide, 21 anos, que ao lado da baiana Aline venceu suas duas partidas do dia. Primeiro, elas passaram por Bruna Dealtry/Camila Guimarães (RJ/PB) por 2 sets a 0, parciais de 18/14 e 18/8. Depois, derrotaram Lili/Michelle Carvalho (ES/RJ) pelo mesmo placar, com parciais de 18/15 e 18/13.

“Essa classificação mostra que meu esforço está valendo a pena. Agora vamos entrar com o mesmo objetivo no torneio principal e o mesmo espírito de vencedora”, afirmou Neide, que joga vôlei de praia há um ano e quatro meses, desde que retornou da França, onde atuou pela equipe de La Rochelle.

Neide não esconde sua admiração por Talita, que joga por Alagoas, lugar onde começou a atuar no vôlei pela equipe do CRB, em 98.

“Conheço a Talita desde que eu tinha 15 anos. Gosto muito dela e de sua forma de jogar. Também sou fã de Larissa e Juliana”, confessou a alagoana.

Quem também fez bonito nas areias da Pajuçara e garantiu a classificação para o torneio principal pela primeira vez foi Naiara. Ao lado da paraibana Bruna, ganhou de Adrielly/Vanessa Marques (AL) por 2 a 0 (18/6 e 18/9) e de Cida/Lu (SE/RJ) por 2 a 0 (18/14 e 18/10).

“Eu e a Bruna jogamos juntas pela primeira vez. Ela é muito habilidosa e me ajudou bastante por ter mais experiência”, admitiu Naiara, que começou a namorar o jogador Rodrigo – parceiro de Hevaldo – há um ano e três meses exatamente em Maceió. O que significa que a capital alagoana traz sorte para a gaúcha da cidade de Ijuí, que durante um ano e meio fez parte do Projeto Renovação da CBV.

As outra seis duplas femininas classificadas são: Naiana/Chell (CE/DF), Mirlena Santos/Carla (AM/PE), Alexandra/Érika (RJ/RN), Mônica/Nina (RS/RJ), Isabel Grael/Luana (RJ/ES) e Camillinha/Bárbara Seixas (RJ).

No masculino, as oito duplas que garantiram vaga na fase principal são: Marcelo Negrão/Xuxo (SP), Paulo Emilio/Moisés (BA), Jan/Celso (PA/RO), Lula/Léo (PE/PB), Toninho/Mauro Nogueira (MS), Alexandre Peres/Ferramenta (RJ), Carlão/Juliano (SP/ES) e Beto Pitta/Lipe (RJ/CE).

A etapa de Maceió marca a volta do campeão olímpico Marcelo Negrão às areias depois de duas etapas fora por contusão: Vila Velha e Cabo Frio. Nesta quinta, ele e seu parceiro Xuxo derrotaram Fred/Wadson (CE) por 2 sets a 0 (18/12 e 18/10) na única partida do dia.

O pernambucano Lula e o paraibano Léo se uniram para a disputa da etapa de Maceió às vésperas da competição. O primeiro jogaria ao lado de Pará, que quebrou o dedo, e o segundo com Fernando Magalhães, que adoeceu. No primeiro jogo juntos, eles venceram Richards/Lobeira (GO/DF) por 2 sets a 1, parciais de 15/18, 19/17 e 15/11.

“O Pará se contundiu em cima da hora e como todos os outros atletas já estavam inscritos, eu não ia jogar em Maceió. O Léo me ligou na quarta-feira falando sobre o problema do Fernando e topei jogar com ele na hora. Entramos em quadra sem ter treinado juntos uma vez sequer. Para mim, está sendo uma experiência nova, já que estou jogando na entrada de rede e bloqueando, que não estou acostumado a fazer. Por essas dificuldades, passar do qualifying foi bom para nós, mas não vamos nos contentar com isso. Vamos cobrar um ao outro para melhorarmos cada vez mais, porque a vida de um atleta de ponta é assim: querer sempre mais”, disse Lula.

O baiano Paulo Emílio volta à capital alagoana onde conquistou seu último título. Foi em 2005, ao lado do carioca Fred. Hoje, Paulo Emílio e Moisés derrotaram Faradh e Victor (DF/CE) por 2 a 0 (18/10 e 18/14).

“Estava me lembrando deste título após a classificação. Um quinto lugar já considero uma vitória”, revelou o experiente jogador da Bahia.

As 24 duplas femininas e 24 masculinas que disputarão o título da etapa de Maceió do Circuito Banco do Brasil são:

Duplas masculinas

Márcio/Fábio Luiz (CE/ES)
Franco/Pedro Cunha (CE/RJ)
Harley/Pedro Solberg (DF/RJ)
Ricardo/Emanuel (BA/PR)
Rodrigo/Hevaldo (CE)
Juca/Pedro Grael (BA/RJ)
Billy/Bruno Schmidt (ES/DF)
Thiago/Ricardo (SC/PA)
Benjamin/Adriano (MS/PE)
Roberto Lopes/Zé Írio (CE/MS)
Murilo/Jorge (PE/PB)
Arthur/Raphael (PR)
Bruno/Fábio Guerra (AM/RJ)
Bernardo/Alison (RJ/ES)
André/Valredes (AM/CE)
Marcelo Negrão/Xuxo (SP)
Paulo Emilio/Moisés (BA)
Jan/Celso (PA/RO)
Lula/Léo (PE/PB)
Toninho/Mauro Nogueira (MS)
Alexandre Peres/Ferramenta (RJ)
Carlão/Juliano (SP/ES)
Beto Pitta/Lipe (RJ/CE).
Radjalma/José Alex (AL)
Duplas femininas

Larissa/Juliana (PA/CE)
Renata/Talita (RJ/AL)
Ágatha/Shaylyn (PR/CE)
Maria Clara/Carolina (RJ)
Ângela/Vivian (DF/PA)
Maria Elisa/Val (RJ)
Leila/Ana Paula (DF/MG)
Sandra Pires/Virna (RJ/RN)
Adriana Behar/Shelda (RJ/CE)
Thati/Andréa Martins (PB/AM)
Izabel/Tatiana (PA/RS)
Andrezza/Cris (AM/SP)
Camila/Semírames (RJ/ES)
Taiana/Luciana (CE)
Sandra Mathias/Elaine (RJ/PE).
Neide/Aline (AL/BA)
Naiana/Chell (CE/DF)
Mirlena Santos/Carla (AM/PE)
Alexandra/Érika (RJ/RN)
Mônica/Nina (RS/RJ)
Isabel Grael/Luana (RJ/ES)
Camillinha/Bárbara Seixas (RJ).
Naiara/Bruna (CE/PB)
Fabi/Isabela Maio (AL/ES)

Fonte: CBV

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações