Deputada defende garantia a direitos para homossexuais

A presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, deputada Iriny Lopes (PT-ES), afirmou há pouco que as diferenças na orientação sexual não podem excluir a garantia do indivíduo aos direitos humanos. "O amor é normal e é um direito individual que não pode ser transgredido", disse a deputada, ao participar do 2º Seminário Nacional GLBT – Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros (travestis e transexuais). Iriny também reclamou da falta de execução orçamentária para políticas públicas voltadas à comunidade GLTB.

O evento, que está sendo realizado no plenário 5, é promovido pelas comissões de Direitos Humanos e Minorias; de Legislação Participativa; e de Educação e Cultura, em parceria com a Frente Parlamentar Mista pela Livre Expressão Sexual.

Fonte: Agência Câmara

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações