Entidades cobram apuração de denúncias de pedofilia envolvendo Gabirus

A discussão de políticas para o enfrentamento ao abuso e exploração sexual no Estado será outro tema debatido durante o encontro previsto para hoje à tarde, na Secretaria de Direitos Humanos.

Nos próximos dias, representantes do Comitê Estadual de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de crianças e adolescentes pretendem cobrar de órgãos como Ministério Público e Polícia Federal maior rigor na apuração de denúncias envolvendo políticos alagoanos e suspeitos da Operação Gabiru em casos de pedofilia.

Além da denúncia apresentada no início do mês ao MP, o Comitê Estadual de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual encaminhou esta semana, solicitação semelhante à Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa de Alagoas.

“Queremos que sejam adotados os procedimentos legais cabíveis para apuração dos fatos”, reiterou Átila Correia.

No período de fevereiro a maio deste ano, o posto de atendimento do Centro de Apoio às Vítimas de Crimes em Alagoas (CAV- Crime), instalado na Delegacia de Crimes Contra a Criança e o Adolescente, registrou 32 queixas de violência. Do total de denúncias, 22 eram de meninas e adolescentes. A maioria das queixas eram de crimes de estupro e atentado violento ao pudor.

Leia mais

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações