Novas explosões provocam pânico em Londres

Várias explosões "muito graves", segundo a polícia britânica, afetaram três estações de metrô e um ônibus de Londres nesta quinta-feira, mas não foram tão catastróficas quanto as do dia 7 de julho.

Segundo outra fonte oficial, há pelo menos um ferido.

O comissário da polícia metropolitana, Ian Blair, pediu aos londrinos que "fiquem onde estão", e o primeiro-ministro, Tony Blair, convocou com urgência a comissão de crise criada após os atentados cometidos há exatamente duas semanas na capital.

Ian Blair confirmou que houve quatro explosões, mas que elas foram "de menor gravidade" quando comparadas às dos atentados de 7 de julho.

A polícia de transporte de Londres informou que uma pessoa foi ferida na estação de Warren Street, embora não tenha confirmado a gravidade ou as circunstâncias do ocorrido.

Ian Blair declarou que "a rede de transporte permanecerá fechada por algum tempo", enquanto as autoridades investigam o ocorrido e tentam determinar o alcance dos incidentes.

Fontes da Scotland Yard indicaram que não foram encontradas "substâncias químicas" na estação de Oval, ao sul de Londres.

A rede de televisão Sky News informou que um homem tinha deixado uma mochila em um vagão da estação de metrô de Oval e tinha saído correndo antes se que as portas fechassem, segundo o relato de uma testemunha.

"Alguém entrou em um vagão, lançou uma mochila e saiu correndo.

Alguém tentou detê-lo, mas não conseguiu", acrescentou.

"As pessoas começaram a gritar "fumaça, fumaça". Um dos funcionários do metrô veio e nos disse para sair do trem", ressaltou a testemunha.

As estações de metrô de Sheperd’s Bush, Warren Street e Oval, no oeste, centro e sul de Londres, foram evacuadas, enquanto as linhas Northern, Victoria, Hammersmith & City e Bakerloo permanecem interrompidas, segundo a polícia de transporte.

Também foram isoladas as zonas em torno das estações de metrô de Warren Street, Oval e Sheperd’s Bush, enquanto é investigada a natureza dos incidentes com ajuda de cães farejadores.

As forças da ordem também isolaram a zona próxima a Hackney Road, no leste de Londres, onde um ônibus da linha número 26 também foi evacuado.

Algumas testemunhas disseram que tinham visto fumaça em pelo menos duas das estações de metrô.

Fonte: De agências internacionais

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações