Inadimplência de consumidores e empresas cai em junho, constata Serasa

O índice de inadimplência de consumidores e empresas caiu em junho, aponta pesquisa Serasa. Os setores registraram baixas de 3 % e 3,2% respectivamente em relação ao mês de maio. O estudo é realizado mensalmente em todas as regiões do país e leva em consta os registros de cheques devolvidos, títulos protestados, dívidas vencidas com instituições financeiras, empresas do varejo, cartões de crédito e financeiras.

Embora com a queda em junho, técnicos da Serasa – empresa privada especializada em análises e informações para decisões de crédito e apoio a negócios – chamam a atenção para o índice semestral. Eles dizem que houve aumento de 15,9% na inadimplência de pessoa física nos seis primeiros meses de 2005. A marca é 13,8% maior em comparação ao mesmo período de 2004.

Para os pesquisadores a baixa do índice se deveu às recentes quedas de preços de bens de consumo essenciais, como alimentos e transportes, bem como a tímida elevação da massa de salários em junho.

O levantamento indica que em junho os cheques sem fundos registraram a maior representatividade na inadimplência de consumidores (35,8%). No mesmo período de 2004 foi de 35%. Em segundo lugar ficaram as dívidas com cartões de crédito e financeiras (34,2%), 0,4 ponto percentual maior do que em junho do ano passado.

No setor privado, a pesquisa de junho constatou maior inadimplência em títulos protestados (40,5%). O índice é menor do que o verificado no mesmo período de 2004 (44,7%). O estudo indica ainda que em junho os cheques sem fundos foram o segundo motivo de falta de pagamentos por parte das empresas (39,4%), 1,0 ponto percentual maior do que o mesmo mês de 2004.

Fonte: Agência Brasil

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações