CU verificará gastos com cartão de crédito corporativo na Casa Civil e na Abin

O Tribunal de Contas da União (TCU) informa que fará auditoria para verificar a regularidade dos gastos com cartão de crédito corporativo, primeiramente na Secretaria de Administração da Casa Civil da Presidência da República e na Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Os dois órgãos são responsáveis por 54% das despesas efetuadas com esse tipo de cartão. Outros dos 68 órgãos públicos federais que usam essa modalidade de pagamento também poderão ser auditados pelo TCU.

O ministro Ubiratan Aguiar, relator do processo, acolheu requerimento enviado pelo presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL). Em novembro de 2004, o TCU já havia determinado o aprimoramento da sistemática de uso do cartão. Agora, a auditoria proposta por Aguiar incluirá análise do que foi gasto e de como foi gasto, além de todos os documentos correspondentes às despesas.

O cartão de crédito corporativo foi instituído em 1998 para dar mais agilidade aos pagamentos de rotina, que eram feitos, inclusive, por suprimento de fundos.

Com informações do Tricbunal de Contas da União

Fonte: Agëncia Brasil

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações