Medo de ação suicida leva mais de 600 à morte em ponte de Bagdá

BAGDÁ – Mais de 600 xiitas iraquianos morreram
nesta quarta-feira após uma confusão sobre uma ponte no rio
Tigre em Bagdá, seguindo-se a boatos de que um militante
suicida estava prestes a agir, informou uma fonte do Ministério
do Interior.

"O número está em 640", disse.

A polícia e fontes hospitalares haviam afirmado
anteriormente que ao menos 575 pessoas morreram e que 255
estavam feridas.

Uma fonte da polícia disse que grandes grupos
encaminhavam-se para a mesquita de Kadhimiya, no norte da
cidade, para uma cerimônia religiosa, quando alguém gritou que
havia um suicida entre eles.

"Centenas de pessoas começaram a correr e algumas se
jogaram da ponte para o rio", contou.

"Muitos idosos morreram imediatamente, mas dezenas se
afogaram, muitos corpos ainda estão no rio."

Mais cedo ao menos sete pessoas foram mortas em três
ataques separados de morteiros contra a multidão que se dirigia
à mesquita.

O dia celebra o martírio de Musa Al-Kadhim, importante
figura religiosa para os xiitas.

Fonte: Fonte: Reuters

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações