Familiares de estudante atropelado farão protesto durante desfile cívico-militar

Familiares e amigos do estudante Charles Willy Gomes da Silva, 15 anos, vítima de atropelamento na última sexta-feira em Bebedouro, pretendem realizar na quarta-feira um protesto durante a parada cívico-militar de 7 de Setembro, na orla da Pajuçara. Eles vão cobrar da Justiça punição para a motorista responsável pelo acidente, que tentou fugir do local sem socorrer a vítima.

Charles, que encontra-se internado na UTI na Unidade de Emergência em estado grave, foi atropelado quando passeava de bicicleta pela Ladeira do Calmon. Segundo a família, o carro conduzido por uma mulher identificada como Amélia bateu inicialmente no pneu da bicicleta, provocando apenas alguns arranhões nele. Mas depois, a motorista arrancou com o veículo arrastando também o estudante.

Mesmo gritando para que a motorista parasse o carro, ele foi arrastado por quase 300 metros, sofrendo graves escoriações por todo o corpo. “Charles teve parte do corpo dilacerado devido ao atrito com o asfalto”, disse Quitéria Gomes, mãe do estudante, que nesta tarde foi visitá-lo na Unidade de Emergência. Segundo ela, o estado de saúde do filho se agravou hoje, quando ele passou a respirar por aparelhos.

“A revolta da família é que a mulher que atropelou meu filho foi presa em flagrante por uma equipe da Polícia Militar, mas cinco horas depois já estava solta”, disse ela, acrescentando que no próximo sábado eles vão realizar também um novo protesto na orla da Pajuçara.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações