Parreira convoca 26 jogadores e abre confronto direito por vaga na Copa

O técnico Carlos Alberto Parreira inovou e convocou 26 jogadores para a rodada dupla que encerra a disputa das eliminatórias sul-americanas – o Brasil já está classificado para a Copa. Os adversários serão a Bolívia, em 9 de outubro, em La Paz (BOL), e a Venezuela, dia 12, em Belém (PA).

CONVOCAÇÃO

Goleiros
Dida (Milan)
Júlio César (Inter de Milão)
Gomes (PSV Eindhoven)
Laterais
Cafu (Milan)
Cicinho (São Paulo)
Roberto Carlos (Real Madrid)
Gustavo Nery (Corinthians)
Gilberto (Hertha Berlim)
Zagueiros
Juan (Bayer Leverkusen)
Lúcio (Bayer de Munique)
Roque Jr. (Bayer Leverkusen)
Luisão (Benfica)
Meio-campistas
Emerson (Juventus)
Gilberto Silva (Arsenal)
Renato (Sevilla)

Zé Roberto (Bayern de Munique)
Ricardinho (Santos)
Juninho Pernambucano (Lyon)
Kaká (Milan)
Julio Baptista (Real Madrid)
Alex (Fenerbahçe)
Atacantes
Ronaldinho Gaúcho (Barcelona)
Robinho (Real Madrid)
Ronaldo (Real Madrid)
Adriano (Inter de Milão)
Ricardo Oliveira (Real Betis)
As novidades foram as voltas do meia Alex, do Fenerbahçe (TUR), do lateral-esquerdo Gilberto, do Hertha Berlin (ALE) e do goleiro Gomes, do PSV Eindhoven (HOL).

Desta forma, Parreira confirmou mais uma vez que o grupo para o Mundial da Alemanha ainda não está totalmente fechado. Há disputa em aberto pela reserva de Roberto Carlos na lateral-esquerda – Gilberto e Gustavo Nery são os principais postulantes ao posto – e no meio-campo, onde Júlio Baptista, do Real Madrid, Ricardinho, do Santos, e Alex concorrem por uma vaga.

Fora da atual convocação, ainda há jogadores que chances de jogar a Copa de 2006. Edmílson, do Barcelona, que voltou recentemente de contusão, é um deles. O zagueiro-volante tem Renato e Gilberto Silva como seus principais concorrentes. Emerson e Zé Roberto são nomes certos na marcação no meio-campo.

A convocação desta quarta foi a penúltima antes da lista para a Copa. Após o encerramento das eliminatórias, Parreira anunciará mais duas listas; em novembro, para o amistoso contra os Emirados Árabes Unidos, e em março, para amistoso ainda sem adversário definido. Em maio, o técnico anuncia seus eleitos para tentar o hexacampeonato.

A intenção do treinador é usar essas duas últimas partidas das Eliminatórias para dissipar suas dúvidas e entrosar ainda mais a equipe.

"De janeiro até junho do ano que vem só teremos uma data Fifa, por isso temos que aproveitar para reunir sempre que possível a seleção. Para ganhar a Copa é preciso sentido de equipe. Tendo isso, os valores individuais aparecem", disse Parreira.

No entanto, o treinador deixou em aberto a possibilidade de escalar um time para enfrentar a Bolivia, na altitude, e outro diferente para jogar contra a Venezuela. Porém, somente durante os treinamentos em Teresópolis o comandante irá definir se adotará essa política.

"Podemos até usar duas equipes diferentes, mas vamos decidir isso em Teresópolis. Por enquanto não está nada decidido", disse o técnico.

O meia Ronaldinho Gaúcho, do Barcelona, e o zagueiro Roque Júnior, do Bayer Leverkusen, que não enfrentaram os chilenos na última rodada por estarem suspensos, retornaram à equipe.

Também apareceram na lista os nomes dos principais jogadores da seleção, como os atacantes Ronaldo e Robinho, do Real Madrid, do também centroavante Adriano, da Inter de Milão, e do meia Kaká, do Milan.

No ataque, Ronaldo, Adriano e Robinho deverão brigar por duas vagas, já que, recentemente, Parreira deu declarações que dão a entender que Kaká e Ronaldinho Gaúcho largam na frente para integrar o ‘quadrado mágico’.

Com 30 pontos, o Brasil é vice-líder das Eliminatórias, a apenas um ponto da Argentina. Já Bolívia e Venezuela, estão na parte de baixo da tabela e não tem nenhuma chance de classificação para o Mundial.

Fonte: Uol

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações