Guga leva susto, mas vence uruguaio e dá ponto ao Brasil na Davis

EFEGustavo Kuerten rebate a bola na primeira vitória do confronto brasileiro com o Uruguai

Gustavo Kuerten rebate a bola na primeira vitória do confronto brasileiro com o Uruguai

Gustavo Kuerten deu ao Brasil o primeiro ponto no confronto com o Uruguai, que vale o título do grupo 2 da Zona Americana da Copa Davis. O tenista catarinense levou um susto ao perder o terceiro set, mas derrotou Marcel Felder por 3 sets a 1, com parciais de 6-1, 6-0, 3-6 e 6-4, em 2h10min de partida.

Essa foi a terceira vitória de Guga na Davis desde que ele se recuperou de uma cirurgia no quadril. Neste ano, ele já havia participado de duas partidas do confronto com Antilhas Holandesas, em julho. Em seu retrospecto na competição, ele soma 32 vitórias em 46 jogos.

Apesar da superioridade técnica, Guga, líder do ranking mundial por 43 semanas entre 2000 e 2001 e tricampeão de Roland Garros, chegou a ter dificuldade diante de Felder, apenas número 488 do ranking mundial, no jogo disputado em quadra de saibro, no Carrasco Lawn Tennis Clube, em Montevidéu.

Nesse momento de instabilidade, Guga teve o saque quebrado duas vezes no terceiro set e não conseguiu se recuperar, adiando a definição da partida para o quarto set, em que foi soberano e fechou a partida com facilidade. Ainda nesta sexta, Flávio Saretta tentará o segundo ponto para o Brasil diante de Pablo Cuevas, número 496 do mundo.

O Jogo

Guga começou atrás no placar. Apoiado pela torcida que lotou os 2 mil lugares das arquibancadas, Felder ganhou três dos primeiros quatro pontos, mas logo foi dominado pelo brasileiro, que começou a impor seu jogo de golpes potentes, fazendo o adversário correr para os dois lados da quadra.

Depois de quebrar o saque de Felder duas vezes, Guga abriu vantagem de 4 a 0 e finalmente viu o uruguaio marcar seu primeiro ponto. Depois de fazer 5 a 1, o brasileiro voltou a superar o serviço do rival para fechar a série em 6 a 1.

No segundo set, o brasileiro manteve o ritmo, enquanto Felder não era páreo para a força de fundo de quadra de Guga. Dessa forma, o catarinense quebrou o serviço do uruguaio em três oportunidades e fechou a série em 6 a 0.

A partir daí, Guga permitiu a reação do uruguaio. O brasileiro teve o saque quebrado logo no primeiro game e, em seguida, deixou Felder abrir vantagem de 2 a 0. No quinto game, Guga voltou a cometer erros não-forçados e cedeu nova quebra, deixando o uruguaio na frente em 5 a 1.

No oitavo game, Felder teve a primeira chance de fechar o set. Sempre na frente, ele desperdiçou um set point e, ao perder a concentração, cedeu a quebra a Guga, que fez 5 a 3. No nono game, o brasileiro tentou pressionar o uruguaio, mas não foi consistente do fundo de quadra. Nos pontos finais, cometeu dois erros e viu o rival fechar a série por 6 a 3.

Guga buscou a reação logo no início do quarto set. Ele quebrou o saque de Felder no primeiro game e, em seguida, abriu vantagem de 2 a 0. Ele sustentou essa diferença até o sexto game, quando voltou a superar o serviço do uruguaio.

Perto de fechar a partida, o brasileiro voltou a falhar. Cedeu um break point não desperdiçado pelo uruguaio após erro não-forçado de Guga. Felder aproveitou o bom momento e confirmou seu saque para reduzir sua desvantagem para 5 a 4.

Na segunda vez em que sacou para vencer a partida, Guga encontrou um adversário que arriscou bastante, mas que ao mesmo tempo cometeu vários erros. Dessa forma, o brasileiro usou bem sua força para conseguir dois match points. Na primeira chance, após bom saque, ele acertou golpe de direita no fundo e fechou em 6 a 4.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações