Morre em SP Dom Luciano Mendes de Almeida

DivulgaçãoD. Luciano era defensor dos direitos humanos e muito ligado às crianças

D. Luciano era defensor dos direitos humanos e muito ligado às crianças

Morreu na tarde deste domingo, aos 75 anos, Dom Luciano Mendes de Almeida, arcebispo emérito de Mariana (MG) e ex-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O arcebispo, que estava internado no Hospital das Clínicas em São Paulo desde o dia 17 de julho para tratamento de um câncer no fígado, morreu por falência múltipla dos órgãos.
No último dia 9 o estado de saúde de D. Luciano se agravou e ele foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde permaneceu sedado e respirava com ajuda de aparelhos.

Dom Luciano Pedro Mendes de Almeida nasceu no Rio de Janeiro, em 5 de outubro de 1930. Ainda jovem, entrou para a Companhia de Jesus. Estudou filosofia em Nova Friburgo (RJ) de 1951 a 1953 e teologia em Roma, na Itália, de 1955 a 1958. Em 1965, doutorou-se em Filosofia. Em maio de 1976, foi sagrado bispo.

D. Luciano era conhecido como um defensor dos direitos humanos e muito ligado às crianças. De acordo com o site da Arquidiocese de Mariana, entre outras funções que assumiu no serviço à Igreja destacam-se:

– o trabalho na CNBB: como secretário geral, de 1979 a 1987 e como presidente de 1987 a 1994;
– membro do conselho permanente do Sínodo Episcopal desde 1987;
– membro da Pontifícia Comissão Justiça e Paz desde 1992;
– vice-presidente do CELAM (Conselho Episcopal Latino-Americano) de 1995 a 1998.

Antes de receber a indicação para estar à frente da Igreja particular de Mariana, foi bispo auxiliar na Arquidiocese de São Paulo, na região Leste I, de 1976 a 1988.

Fonte: Terra

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações