Acidente Amélia Rosa: delegado conclui inquérito e indicia empresário

DivulgaçãoEdmo Rui Santana

Edmo Rui Santana

Ainda não saiu o laudo da perícia do acidente que resultou na morte do servidor do Tribunal de Contas, Daniel Araújo Monteiro, 56 anos, no dia 1º de fevereiro, no entanto, o delegado que preside o inquérito, Antônio Carlos Lessa, indiciou o empresário, responsável pelo acidente, Edmo Rui Santana.

Santana responderá pelos crimes de lesão corporal, pelos ferimentos sofridos por sua companheira durante o acidente; embriaguez ao volante e homicídio doloso, já que o condutor estava sob efeito de álcool e assumiu o risco de causar mortes no trânsito.

O inquérito foi concluído com base nas imagens do acidente, registradas pelas câmeras de estabelecimentos comerciais próximos ao local do acidente, depoimento de testemunhas e a partir do depoimento do próprio acusado, que confessou ter causado o acidente.

O inquérito segue ainda hoje para a 8ª Vara Criminal da Capital.

Passagem pela Polícia

Edmo Santana já havia sido autuado há cerca de dois meses pela Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN) por posse de drogas. A partir dessa informação, o delegado refez o percurso realizado por Edmo Santana para saber se ele fez uso de alguma substância ilegal.

Na ocasião do acidente, o condutor foi submetido a exame de etilômetro, que confirmou a ingestão de bebida alcoólica acima do permitido.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *