Polícia


OAB entra no caso de empresário acusado de provocar acidente na Amélia Rosa

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB-AL) vai solicitar à Justiça alagoana habilitação para atuar como assistente de acusação no julgamento do empresário Edmo Rui Santana, apontado como responsável pelo acidente que resultou na morte do servidor do Tribunal de Contas, Daniel Araújo Monteiro, 56 anos, ocorrido no dia 1º de fevereiro na Avenida Amélia Rosa.

A OAB atende a um pedido de familiares do servidor, que era advogado. Conforme explica a Ordem, em casos como este existe uma prerrogativa social, que prevê a participação de um membro da OAB no julgamento, ao lado de um promotor de Justiça.

O empresário Edmo Santana deve ser pronunciado por homicídio doloso, com pena que pode chegar a 30 anos.

Na segunda-feira (9) o delegado que preside o inquérito, Antônio Carlos Lessa, indiciou Edmo por homicídio doloso, lesão corporal e embriaguez ao volante. O delegado disse que embora o laudo da perícia não tenha sido entregue, há comprovação de que ele estava sob efeito de álcool quando ocorreu o acidente.


Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>