A importância de um programa permanente de prevenção as drogas nas escolas

O consumo de drogas cresce consideravelmente a cada dia, pois ela não escolhe religião ou nível social; está presente em todos os lugares e realidades desde muito tempo. Esse aumento pode ser atribuído a vários fatores, principalmente aos que se referem na forma em que é transmitida a informação sobre a droga e quem a recebe.

A prevenção do uso indevido de drogas é fundamental para a sensibilização sobre os riscos e perigos causados por elas.

As ações de prevenção ao uso de drogas nas escolas não deveriam ser isoladas ou tratadas fora do contexto de uma prática pedagógica.

O papel da escola é de formar cidadãos participativos e capazes de analisar o que é bom ou não para si, de fazer suas escolhas se o assunto lhe é questionado e de refletir se com isso afetará ou não a vida de outras pessoas.

Por isso tal assunto não foge do contexto escolar.

Trabalhar formas de prevenção nas escolas ao se tratar de assunto relacionado às drogas (licitas/ilícitas), de uma maneira que venha a contribuir com informações necessárias a ser passadas a nossos alunos, instituição e sociedade em si, é uma maneira de sensibilizá-los em um ambiente próprio.

A escola é parte da sociedade, por isso a importância de se desenvolver tal assunto neste ambiente, este texto vem como intuito de contribuir e se fazer refletir sobre o que está se fazendo com o assunto “drogas” nas escolas e como podemos auxiliar nossas crianças e adolescentes na sua formação enquanto sujeitos.

Mostrando que prevenção é o caminho necessário para se coibir o uso/consumo de drogas.

Em virtude dos problemas de saúde e violência que encontramos na sociedade, relacionados em grande medida ao consumo de drogas, e as dificuldades em debater tal assunto em relação à prevenção e ao consumo, que não é uma tarefa fácil.

Porém é de fundamental importância nas instituições escolares.

Principalmente quando recordamos que há poucas décadas as escolas omitiam incluir na proposta pedagógica atividades de prevenção com seus alunos ditos “problema”.

Elas preferiam simplesmente expulsá-los, como forma de punição – mesmo sendo contra a Lei.

A intenção aqui não é achar culpados, até porque trabalhar o assunto drogas nas escolas não diz respeito somente a ela, mas a toda sociedade e família.

Contudo, atualmente percebe-se que pouco mudou e se fez para melhorar em relação a esse assunto.

Devemos trabalhar o tema de uma forma que auxilie nossas instituições, pois nossas crianças estão vivendo em uma sociedade que as drogas estão presentes e por falta de melhores informações adequadas a este público os riscos são diários de se tornarem mais um usuário (a).

É necessário termos uma visão inovadora e desenvolver tal tema de uma forma mais pedagógica e dentro de um ambiente apropriado para nossos alunos.

Surge neste contexto à necessidade de se olhar de frente esta situação e de se propor a solucioná-la, buscando iniciativas da comunidade docente para envolver essas crianças e adolescentes.

E o primeiro passo é banir o discurso do “aqui não tem, ou não existe drogas”, e reconhecer que elas estão em todo lugar.

Por isso que um programa permanente de prevenção as drogas e a violência é importante e urgente nas escolas.

Fica a dica!

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações