Confusão no judiciário faz adiar leilão das terras da Guaxuma do falido Grupo João Lyra

O Tribunal de Justiça decidiu atender a um pedido da família Lyra e suspendeu o leilão das terras da usina Guaxuma pertencente à Massa Falida do Grupo João Lyra. Credores não entenderam a decisão do desembargador Kléver Loureiro, em face da venda já ter sido decidida por um colegiado de quatro juízes que comanda o processo, além de um administrador devidamente escolhido para tal fim.

A suspensão do leilão das terras teria como objetivo a tentativa de um arrendamento com as usinas Coruripe e Caeté, o que parece no momento quase impossível de acontecer. O que se entende, é que a família de JL que está à frente desse interminável processo, ainda tenta reverter o quadro atual e suspender a falência. O colegiado de magistrados que comanda o processo de falência do Grupo, deve se posicionar nos próximos dias sobre a decisão do TJ.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações