Ministério da Cidadania investe em qualificação profissional para reabilitar dependentes químicos

Acordo oferece aos jovens atendidos por comunidades terapêuticas cursos profissionalizantes e auxílio na gestão de negócios.

                                                                Foto:Mario Vieira

Brasília – O ministro da Cidadania, Osmar Terra, assinou, nesta segunda-feira (27), acordo de cooperação técnica que permite a implementação do Plano Progredir e do Programa Brasil Mais Empreendedor em comunidades terapêuticas associadas ao governo federal. O objetivo da parceria é oferecer qualificação profissional e criar oportunidades no mercado de trabalho para jovens dependentes químicos e em situação de vulnerabilidade social. O acordo oferece cursos profissionalizantes, orientação na área de empreendedorismo e acesso a microcrédito produtivo. O investimento total do governo federal com o tratamento de dependentes químicos chega a R$ 152 milhões ao ano.

Osmar Terra assegura que reinserção social e profissional são passos fundamentais para a reabilitação desse público. Para isso, é preciso qualificar o jovem e prepará-lo para o mercado de trabalho. “Reinserção é chave para a pessoa voltar a ter uma vida produtiva, de responsabilidade social e familiar. Por isso, é fundamental criarmos as oportunidades para que esses jovens tenham condição para mudar de vida.”

O Secretário de Cuidados e Prevenção às Drogas do ministério da Cidadania, Quirino Cordeiro Jr., destacou a importância de alinhar políticas de combate às drogas com medidas que garantam a reinserção dos jovens no mundo profissional. “A gente só vai conseguir efetividade se, juntamente com a busca pela abstinência e a sobriedade, oferecermos condições para a recolocação no mercado de trabalho”, declarou.

Henrique França é fundador da ONG Salve a Si e enxerga a parceria com programas de profissionalização e empreendedorismo como uma oportunidade de manter os jovens longe das drogas. Segundo ele, é importante viabilizar uma saída para os dependentes químicos. “Fala-se muito em reinserir esses jovens, mas a maioria sempre viveu às margens da sociedade. Esse tipo de serviço garante a eles a possibilidade de uma vida melhor e honesta”, avaliza.

NEGÓCIO PRÓPRIO – O Programa Brasil Mais Empreendedor, iniciativa criada pela a Confederação Nacional de Jovens Empreendedores (Conaje) dá assistência e acompanhamento técnico para que jovens criem e mantenham seus empreendimentos. Segundo o presidente da Conaje, Marcelo Quelho, muitos jovens dependentes químicos possuem potencial para mudar de vida e o trabalho em conjunto com o governo federal vai possibilitar novos caminhos. “Nós somos uma alternativa para os jovens que acabam buscando as drogas. Damos a oportunidade para que sejam produtivos, gerem a própria renda e se enxerguem como capazes de criar um futuro.”

O Plano Progredir, coordenado pela Secretaria Nacional de Inclusão Social e Produtiva Urbana, oferece aos inscritos no Cadastro Único serviços voltados para qualificação profissional, apoio ao empreendedorismo e encaminhamento ao mercado de trabalho. O Progredir atende cerca de 43 mil usuários e oferece mais de 160 cursos presenciais e a distância.

Fonte: *Por Henrique Jasper

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:

0800 707 2003

Informações para a imprensa:

Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505 / 9.9229-6773
www.mds.gov.br/area-de-imprensa

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações