Blogs


O assassinato de Samuel Gomes dos Santos, de 06 anos, após discutir com um adolescente de 13 anos: A personificação da banalidade do mal e da vida.

Esta postagem é de total responsabilidade do blogueiro.

O inquérito policial conduzido pela Delegacia de Homicídios apontou que Samuel Gomes dos Santos, de 06 anos, foi brutalmente assassinado após discutir com um adolescente de 13 anos, que seria colega da vítima. O corpo dele foi encontrado parcialmente carbonizado e com os braços quebrados em um matagal na Chã da Jaqueira, em Maceió. A conclusão foi apresentada na manhã desta quinta-feira (16) em entrevista à imprensa, na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Caso-Menino-Samuel

 

Samuel Gomes dos Santos, 06 anos de idade.

Banalidade do mal é uma expressão criada por Hannah Arendt (1906-1975), teórica política e filósofa alemã, em seu livro Eichmann em Jerusalém, cujo subtítulo é “um relato sobre a banalidade do mal”.

A filósofa alemã definiu que o mal pode ser banalizado, ou seja a execução da maldade contra outro ser humano seja naturalizada, realizada de forma mecânica e sem nenhum constrangimento. Isso, ao analisar a atuação de oficiais nazistas, tomando como referência o julgamento de Adolf Eichmann.

Neste momento é a situação que melhor nos define como sociedade. Há um descolamento total da ética, da humanidade ou da humanização em se tratando de determinados sujeitos, é a melhor expressão a se utilizar aqui.

Há uma banalização da morte de jovens.

Deve ser doloroso para as mães de crianças mortas de forma violenta, sejam por balas ou nos hospitais públicos, por exemplo.

02. linchamento datena

Sinal dos tempos na falta de amor e de fé, individualização cada vez crescente das relações, muitas desculpas, mas sempre o mesmo e anômalo comportamento de desumanização, decorrente da banalização da violência, da vida e do mal incrustados na sociedade brasileira e em suas instituições.

A violência gera, produz um duplo mal, tanto para as vítimas quanto para o agressor.

Apenas mediante o resgate da elevada ética do amor, fazendo emergir uma nova humanidade, a romper com a dinâmica do desejo mimético, e a instauração da plena justiça abrirá perspectivas capazes de conter, suplantar a livre fruição da violência, a conduzir à ruína da civilização.

Para terminar cito Mahatma Ghandi in ‘The Words of Gandhi’

Se queremos alcançar neste mundo a verdadeira paz e se temos de levar a cabo uma verdadeira guerra contra a guerra, teremos de começar pelas crianças; e não será necessário lutar se permitirmos que cresçam com a sua inocência natural; não teremos de transmitir resoluções insubstanciais e infrutíferas, mas iremos do amor para o amor e da paz para a paz, até que finalmente todos os cantos do mundo fiquem cobertos por essa paz e por esse amor pelo qual, consciente ou inconscientemente, o mundo inteiro clama”.

Fica a dica!


Veja mais


WhatsApp Image 2017-10-13 at 11.20.07

Militares do Exército do 59º BIMTZ visitam a comunidade terapêutica Nova Jericó e saem maravilhados com os trabalhos ali realizados

Nesta sexta feira 13 de outubro, os alunos de 2017 do Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva – NPOR – do Exercito Brasileiro, sediado no 59º Batalhão de Infantaria Mo...

hannah-mal

A banalidade do mal leva pessoas “normais” a cometerem atrocidades

O tema da banalidade do mal aparece nas análises teóricas e existenciais da pensadora Hannah Arendt. Para a filósofa, o totalitarismo pode promover e instaurar tanto a banaliza...

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.29.55

Maceió receberá um Espetáculo Internacional. Trata-se do show Streetlight do grupo Gen Rosso

Um musical internacional visto por milhões de pessoas em todo o mundo desembarca em Maceió em outubro. Trata-se do show Streetlight, do grupo internacional Gen Rosso, radicado na...

Bispo Filho

Bispo Filho é Administrador de Empresas e Estudante de Jornalismo.

Outros posts de Bispo Filho

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>