Blogs


O Núcleo Temático da Criança e do Adolescente NTCA/UFAL debate o 18 de Maio no auditório da Reitoria.

Esta postagem é de total responsabilidade do blogueiro.

WhatsApp Image 2017-05-18 at 17.53.19

O Núcleo Temático da Criança e do Adolescente NTCA/UFAL realizou esta semana um mini curso para cerca de 315 participantes, entre estudantes, professores e representantes de movimentos sociais.

WhatsApp Image 2017-05-18 at 17.52.35

A Profa. Dra. Marcia Iara Costa da Silva Rego da Faculdade de Serviço Social / Ufal e líder do Núcleo Temático da Criança e do Adolescente coordenou os trabalhos, e segundo ela, os objetivos foram alcançados, pois além da procura pelo mini curso, os participantes tiveram a oportunidade de obterem informações importantes através das ótimas palestras dos profissionais convidados para o evento.

O mini curso teve apoio total da Magnifica Reitora da UFAL  Maria Valéria Correia.

WhatsApp Image 2017-05-18 at 17.52.34

O evento contou com os seguintes palestrantes:

Graduandas em Serviço Social e Membros do NTCA Anna Emanuelly e Ana Izabele.

Graduandas em Serviço Social e Membros do NTCA Débora Tatiane e Juliana Sutareli.

Psicologa da Maternidade Escola Santa Monica Regina Coeli Japiá Mota.

Militante dos Direitos Humanos  e integrante do Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente Zumbi dos Palmares  Advogada Graça Carvalho.

Conselheira Tutelar de Rio Largo Clara Morgana.

Educador Social Átila Vieira.

O abuso sexual envolve contato sexual entre um adulto ou pessoa significativamente mais velha e com poder com uma criança/adolescente. Pelas próprias características do seu estágio de desenvolvimento, as crianças muitas vezes, não são capazes de entender o contato sexual ou resistir a ele, e podem ser psicológica, afetiva e/ou socialmente dependentes do ofensor. O abuso acontece quando o adulto utiliza o corpo de uma criança ou adolescente para sua satisfação sexual. Já a exploração sexual é quando se paga/explora para ter sexo com a pessoa de idade inferior a 18 anos. As duas situações são crimes de violência sexual.

Já foi o tempo que o “Bicho Papão” vinha na escuridão em lugares inseguros. A violência e o abuso estão em todos os lugares, em todas as classes sociais. Como explicar tamanha barbárie? Basta assistir vários programas televisivos e músicas que enaltecem a malandragem, a corrupção, a sedução, mulheres (crianças e adolescentes) “vendidas/apresentadas” como mercadorias, objetos sexuais e de prazer, em novelas, shows, programas musicais etc.

Precisamos conhecer para combater:

1) dar a conhecer o Estatuto da Criança e do Adolescente/ECA, aproximar Conselhos Tutelares, de Direitos, Assistência Social, Saúde, as ONGs e Policias Militar e Civil, dos profissionais da Educação e dos familiares de alunos. Dialogar com o(a)s aluno(a)s;

2) Efetivar a implantação dos Planos Municipais de Enfrentamento a violência sexual contra crianças e adolescentes, integralidade das políticas públicas e posicionamento baseado nos princípios dos Direitos Humanos.

WhatsApp Image 2017-05-18 at 17.53.04

Parabéns ao Núcleo Temático da Criança e do Adolescente NTCA/UFAL pelo evento.

 

 

 

 


Veja mais


unspecified-4-7

Drogas causam 500 mil mortes anuais no mundo, afirma a OMS

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, fez um alerta em Viena de que as drogas causam cerca de meio milhão de mortes anuais e que, em alguns as...

caua

Número de policiais mortos no Brasil é estarrecedor

Entre os meses de janeiro a maio deste ano de 2017, já morreram de forma violenta 248 profissionais, de acordo com A Ordem dos Policiais do Brasil (OPB) , se contarmos os meses d...

cerveja-estadio-RB

Liberação da comercialização e consumo de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol em Maceió é um grave equivoco e danoso a sociedade

A Câmara Municipal de Maceió aprovou nesta terça feira, a liberação da comercialização e consumo de bebidas alcoólicas dentro dos estádios de futebol. O projeto de lei seg...

Bispo Filho

Bispo Filho é Administrador de Empresas e Estudante de Jornalismo.

Outros posts de Bispo Filho

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>