Blogs


Renan Calheiros: “há um arrastão para desmoralizar homens públicos de bem”

Esta postagem é de total responsabilidade do blogueiro.

Numa crítica direta ao Ministério Público Federal, o senador Renan Calheiros voltou a reagir sobre as acusações que tem sofrido e disse em alto e bom som de que ” há um arrastão para desmoralizar homens públicos de bem”, naturalmente baseados em “insinuações maliciosas, inculpações precárias e acusações débeis”. O líder do PMDB no Senado passou a responder a dezesseis inquéritos na Lava-Jato.

Ao reagir, Renan disse que “denúncias precárias surgem exatamente quando o Congresso se debruça sobre o projeto de lei que pune o abuso de autoridade e busca soluções para a sangria salarial provocada pelos auxílios insconstitucionais auferidos pelos membros do Ministério Público. São iniquidades contra o parlamento”, disparou.


Veja mais


CBTU inaugura nesta sexta-feira a expansão do VLT até o bairro de Jaraguá

A Superintendência de Trens Urbanos de Maceió confirmou para essa sexta-feira, dia 20, às 10 horas, a inauguração da expansão do VLT até o bairro de Jaraguá, que permitirá...

Oposição acha que entrega do PSDB a Rui Palmeira é nova jogada de Téo repetindo o que aconteceu em 2014

A oposição está alertando ao prefeito Rui Palmeira de não se deixar enganar pelo ex-governador Téo Vilela, que em 2014 abandonou todas as suas bases para fazer o jogo do senad...

Traipu dá a receita de como superar a crise; anuncia a realização de concurso público com 221 vagas

Enquanto dezenas de prefeituras demitem, fazem ajustes e correm atrás do governo por recursos, ameaçados de não pagar nem o 13º salário dos servidores, o município de Traipu ...

Blog do Mousinho

Outros posts de Blog do Mousinho

4Comentários

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>