Blogs


Renan esperneou, esperneou, mas foi derrotado na Reforma Trabalhista no Senado

Esta postagem é de total responsabilidade do blogueiro.

O senador Renan Calheiros levou até o fim a sua estratégia de espernear e ficar ao lado do trabalhador brasileiro. Ele esperneou, um direito inalienável, mas no fim ele sabia que estava falando apenas para a plateia. A Reforma Trabalhista foi aprovada com 50 votos favoráveis, mas o senador aproveitou para agredir o governo, ficar ao lado do PT que tanto combateu e levantar uma bandeira para a sua campanha política. Renan colocou em prática sua estratégia para tentar sua reeleição ao Senado e deve percorrer o Estado de Alagoas levando aos comícios sua decisão de ser contra a Reforma Trabalhista, que ele acha que será prejudicial ao trabalhador brasileiro. Essa estratégia, como já disse em post anterior, pode até dar certo. Mas tem tudo para dar errado.


Veja mais


Justiça impede fechamento da agência do Banco do Brasil em Traipu; administração passada cometeu crime financeiro

Uma decisão do juiz Ewerton Chaves Carminat impediu o fechamento da única agência do Banco do Brasil de Traipu, que continuará prestando serviços inestimáveis à população ...

Luiz Dantas prega a paz entre as famílias em Batalha, o bom senso e segurança para a população

Depois do confronto entre as famílias Dantas e Boiadeiro, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Luiz Dantas, pediu o bom senso, o fim da violência na região e a compr...

Festa de Emancipação Política no interior termina no tapa entre prefeitos e ex-prefeitos

O que poderia ser uma grande festa de comemoração na Emancipação Política de Boca da Mata, terminou em muitas confusão. O prefeito Gustavo Feijó e o ex-prefeitos Cristiano M...

Blog do Mousinho

Outros posts de Blog do Mousinho

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>