Sem provas, procuradora-geral da República pede arquivamento de inquérito contra Collor

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, entendeu que não existiam provas suficientes para incriminar o senador Fernando Collor nas denúncias sobre possíveis recebimentos de propina para beneficiar a Odebrecht. O inquérito passou nove anos para ser concluído e, no final, o destino será o seu arquivamento pelo Supremo Tribunal Federal.

Collor passou o final de semana em Alagoas, teve contatos com sua assessoria, fez alguns contatos políticos e retornou para Brasília.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações