Violência, drogas e o poder financeiro do tráfico: problemas que caminham juntos

Atualmente, o uso de drogas continua crescente em toda a sociedade, independente do sexo, idade, raça ou classe social.

Quando falamos sobre este assunto, é impossível deixar de associar a ele a questão da violência.

As drogas entraram na sociedade de uma maneira devastadora, fazendo vítimas a todo o momento.

Famílias destruídas pela violência urbana que tem como principal causa esta dependência doentia.

No centro das discussões sobre a segurança pública no Brasil e no mundo está a relação entre a violência e o tráfico de drogas.

As alternativas para lidar com as drogas ilícitas e o aparato ilegal que garante o seu comércio vão da repressão à legalização e são alvo de acaloradas discussões.

O mercado internacional de cocaína movimenta bilhões de dólares anualmente e, no Brasil, alimenta o crime organizado, facções que comandam o comércio de drogas, inclusive de dentro dos presídios.

Comunidades vulneráveis controladas por traficantes se transformam em áreas de alta criminalidade.

Por ser uma substância ilícita que tem uma demanda permanente e crescente, e por ser altamente rentável, esses grupos brigam entre si pelo monopólio de áreas e geram todas as cenas de violência que observa em nosso País.

Ou seja: o poder financeiro do tráfico está na base do problema e uma das soluções para o problema da escalada do crime passa por cortar as fontes de recursos de grandes traficantes.

A prevenção à violência está muito menos pautada na eficiência da polícia e muito mais atrelada a questões éticas. DURKHEIM afirma: “é a criança facilmente sugestionável (…) realmente, só uma cultura amplamente humana pode dar à sociedade moderna os cidadãos de que elas têm necessidade.” DURKHEIM assevera que ninguém nasce criminoso, mas somos fruto daquilo que a própria sociedade nos impõe.

Portanto, torna-se cada vez mais forte a ideia de que é necessário aos governos em geral, investir em políticas públicas voltadas para a prevenção.

E, cada vez mais a sociedade precisa se conscientizar sobre a importância do fortalecimento dos valores morais, sobretudo, a partir de um trabalho voltado às crianças e adolescentes.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações