Brasil

Severino apóia discurso de Lula e desconsidera impeachment

O presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, analisou que o pronunciamento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta sexta-feira tranqüilizou a população ao trazer a mensagem que o povo brasileiro esperava. Severino acredita que, ao afirmar que foi traído, Lula se qualifica para combater a corrupção que existe no governo e no PT.

Pronunciamento de Lula gera frustração na oposição

Ansiosamente aguardado numa sessão plenária caracterizada como uma vigília em Plenário, o pronunciamento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi silenciosamente assistido pela televisão, no salão de chá dos senadores, e marcado por manifestações de frustração nos líderes da oposição. "O presidente está caminhando para o desastre", afirmou o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), ao final do pronunciamento. "Se as evidências levarem a crime eleitoral ou a algum tipo de crime cuja penalidade seja o impeachment, não hesitaremos em chegar lá", avisou o líder do PFL, José Agripino (RN).

Em entrevista à "Época", Costa Neto diz que Lula sabia que PT pagou PL por acordo

Em entrevista à revista "Época" que chegou às bancas de São Paulo nesta sexta-feira (12), o presidente do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto, afirmou que o PL apoiou Lula nas eleições de 2002 em troca de R$ 10 milhões, que seriam usados em despesas de campanha do PL. Segundo Costa Neto, Lula não participou da reunião para fechar o acordo milionário, mas estava na sala ao lado e sabia de tudo. O vice-presidente, José Alencar, é do PL.

Lula se desculpa ao povo brasileiro em pronunciamento oficial

No seu primeiro pronunciamento oficial em que tratou diretamente da crise política, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu hoje desculpas à população pelo PT e disse que se sente traído. "Me sinto traído por práticas inaceitáveis da quais nunca tive conhecimento. Estou indignado", disse.

Grevistas do INSS fazem manifestação na Granja do Torto

Os servidores em greve do INSS e da Saúde se reuniram nesta sexta-feira em frente à Granja do Torto para uma manifestação contra a corrupção e com um pedido para que o governo federal retome as negociações com os trabalhadores. A manifestação reuniu pouco mais de uma dezena de pessoas.

Crise derruba popularidade de Lula, revela Datafolha

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não seria reeleito se a eleição fosse hoje, segundo o Datafolha. A edição da Folha de S.Paulo desta sexta-feira revela que Lula perderia a Presidência da República no segundo turno para José Serra (PSDB), derrotado pelo petista em 2002.

Caras-Pintadas fazem ato na porta da CPI

No Dia dos Estudantes (11.08), um grupo de jovens da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e da União Nacional dos Estudantes (UNE), realizou ato na porta da sala onde a comissão parlamentar mista de inquérito dos Correios ouvia o depoimento do publicitário Duda Mendonça. Os estudantes manifestaram-se em favor da reforma política sem cláusula de barreira, com fidelidade partidária e financiamento. O grupo também anunciou novo ato que será realizado na próxima terça-feira (dia 16), às 9h, na Catedral de Brasília.