quinta, 23 de outubro de 2014
parcialmente nublado24ºCMaceio
 
Mala direta, Assine!

Cadastre-se e receba nossa mala-direta com os destaques do dia. Muito mais comodidade para voce!

Curta a nossa Fanpage Siga-nos no Twitter Assine o FEED
00:00:00

Notícias

Polícia 11h53, 06 de Maio de 2011

FN prende quadrilha envolvida com homicídios e tráfico


Força Nacional/Divulgação
Três foram presos acusados por crime cometido em 2007. Um está foragido
Três foram presos acusados por crime cometido em 2007. Um está foragido

Há quatro anos impunes, integrantes de uma quadrilha acusada de atacar uma família a tiros no Vale do Reginaldo em março de 2007, foram presos na manhã de hoje, 06, durante mais uma ação da Operação Anúbis, realizada pela Força Nacional.

Vinte e dois agentes foram empregados no cumprimento dos mandados de prisão e busca e apreensão expedidos pela 9ª Vara Criminal de Alagoas que resultaram na prisão do grupo integrado pelos irmãos Edvaldo da Silva, de 22 anos, conhecido como “Babau”, Genivaldo da Silva, de 32 anos, conhecido como “Pezão”, e Fábio da Silva, de 25 anos, conhecido como “Fabinho”. Marcos André de Barros Sena, de 25 anos, conhecido como “Marquinhos” que também faz parte da quadrilha, era alvo de um dos mandados de prisão, mas não foi localizado.

Durante a ação, os policiais apreenderam na casa de Marcos André, no Trapiche da Barra, um revólver calibre .38. A mãe dele, Sheila de Barros Sena, de 42, foi presa por posse de arma. Marquinhos também era alvo de um dos mandados de prisão, mas não foi localizado. A polícia apreendeu ainda quatro porções de maconha e sete celulares na residência de Fábio, preso no Vale do Reginaldo.

Há dois meses as equipes da Polícia Judiciária da Força Nacional trabalhavam para identificar a quadrilha e reunir provas para prendê-los. O inquérito que tratava do caso estava parado porque as testemunhas temiam sofrer represálias dos criminosos, conhecidos na região pelo envolvimento com tráfico de drogas, roubos e homicídios.

Depois de concluídas as investigações, a 9ª Vara Criminal de Alagoas decretou a prisão preventiva de quatro integrantes do bando. Os outros acusados de integrar a quadrilha foram vítimas de homicídios ligados às atividades criminosas. Um deles, Carlos André Oliveira da Silva, de 34 anos, conhecido como “Nego André”, foi assassinado no último dia 22, numa troca de tiros com traficantes que disputavam o comércio de drogas no bairro Feitosa.

Caso

No dia do crime, 13 pessoas de uma mesma família - entre elas mulheres e crianças -, participavam de um almoço em família quando foram surpreendidas pelo bando formado por oito homens, todos armados. O ataque teria sido motivado por vingança a uma agressão sofrida por um dos criminosos durante uma discussão envolvendo o tráfico de drogas.

A ação que, segundo a perícia feita no local, teve cerca de 200 disparos, resultou na morte de Adelson Paulino da Silva, de 34 anos, mas tinha como alvo seu irmão Claudemir da Silva, de 30 anos. Ele foi atingido por dois disparos na cabeça, mas sobreviveu.

A Operação Anúbis foi desencadeada pela Força Nacional há uma semana para a conclusão de inquéritos envolvendo homicídios cometidos em Alagoas. O saldo da operação já é de 15 prisões, das quais dez foram realizadas hoje. Nove dessas pessoas estão envolvidas nos crimes investigados.

Fonte: Ascom Força Nacional

Galeria de Imagens

Leia mais

Links Relacionados

  • antonio carlos dos santos silva02/11/2011 02h52 comentou:
  • os prego só prende pq a pmal dá as fita
  • PM08/05/2011 04h01 comentou:
  • Só eu PRENDI TRES VEZES esse BAbal e esse Pezao, agora se elels não ficam preso.Pq será? Essa JUSTIÇA é uma mãe.

Compartilhe

mais opções
Publicidade
Anterior Garoto fica com cabeça entalada em vão de portas de hotel
Próxima Concursos: Semana terá inscrições para 7,3 mil vagas
 
© 2005 - 2014, Alagoas 24 Horas | Anuncie
Redação: Avenida Álvaro Calheiros, 342, SL 13 – Blue Shopping – Mangabeiras
contato@alagoas24horas.com.br
Fone/Fax: (82) 3325-2088
id5 soluções web