sexta, 19 de dezembro de 2014
parcialmente nublado23ºCMaceio
 
Mala direta, Assine!

Cadastre-se e receba nossa mala-direta com os destaques do dia. Muito mais comodidade para voce!

Curta a nossa Fanpage Siga-nos no Twitter Assine o FEED
00:00:00

Notícias

Polícia 10h30, 20 de Setembro de 2011

Vítima de duplo homicídio foi presa durante operação Tamaron


Cláudia Galvão
96fmarapiraca
Ronaldo Machante foi um dos presos durante a operação
Ronaldo Machante foi um dos presos durante a operação

Uma das vítimas do duplo assassinato registrado nessa segunda-feira, dia 19, em Arapiraca, José Ronaldo Soares dos Santos, 45 anos, tinha extensa ficha criminal. José Ronaldo, que era conhecido como Ronaldo Marchante, foi preso em 2008, durante a Operação Tamaron, desencadeada pela Polícia Civil de Alagoas. Já José Cícero Santana Costa era investigado em inquérito policial na cidade de Coruripe.

A Tamaron foi uma das maiores operações policiais deflagradas na região de Arapiraca pela Polícia Civil. À época foram cumpridos 20 mandados de prisão e busca e apreensão, que resultou na prisão de 11 pessoas, entre elas o delegado Gilberto França, o seu irmão, policiais militares, civis, além da viúva do empresário Severino da Bananeira. Já José Ronaldo foi preso com várias armas.

Em contato com o delegado Maurício Henrique, que esteve à frente das investigações à época, o Alagoas24Horas foi informado que a operação foi considerada bem-sucedida e desmantelou uma organização criminosa que agia na região. Ainda segundo o delegado, o inquérito foi concluído e remetido à Justiça.

Já a página eletrônica do Tribunal de Justiça de Alagoas mostra a movimentação processual de José Ronaldo. Segundo o TJ, a vítima chegou a cumprir pena do Presídio Desembargador Luis de Oliveira Sousa, em Arapiraca, de onde foi libertado mediante decisão judicial.

A execução de José Ronaldo Soares dos Santos e José Cícero Santana Costa, cujos corpos foram encontrados em um canavial horas após o sequestro, deverá ser investigada pela polícia judiciária. De acordo com informações fornecidas ainda ontem, as vítimas foram executadas a tiros e atropeladas. A polícia não descarta queima de arquivo.

Leia mais

Links Relacionados

  • suiga22/09/2011 22h06 comentou:
  • isso pra mim foi queima de arquivo, coisas de emboscada pra sequestrar os dois, eles cairam na emboscada foi pro beleleu
  • skywalker21/09/2011 00h09 comentou:
  • NOVIDADE... NUMA OPERAÇÃO ONDE UM MONTE DE POLICIA É PRESO E ATE UM DELEGADO, NINGUÉM SABIA QUE HAVERIA ESSA QUEIMA DE ARQUIVO. MAS NO BRASIL NINGUÉM FICA PRESO MESMO...NVDN (Não Vai Dar em Nada)

Compartilhe

mais opções
Publicidade
Anterior Jovem percorre 5 hospitais, 88 km para conseguir internação
Próxima Concursos: Semana terá inscrições para 7,3 mil vagas
 
© 2005 - 2014, Alagoas 24 Horas | Anuncie
Redação: Avenida Álvaro Calheiros, 342, SL 13 – Blue Shopping – Mangabeiras
contato@alagoas24horas.com.br
Fone/Fax: (82) 3325-2088
id5 soluções web