quarta, 16 de abril de 2014
parcialmente nublado25ºCMaceio
 
Mala direta, Assine!

Cadastre-se e receba nossa mala-direta com os destaques do dia. Muito mais comodidade para voce!

Curta a nossa Fanpage Siga-nos no Twitter Assine o FEED
00:00:00

Notícias

Maceió 12h27, 21 de Março de 2012

Gratuidade à paisana: Associação da PM pede apoio da Arsal


Ascom Arsal

Um encontro entre representantes da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar (ACS/AL) e dos sindicatos dos transportadores complementares e das empresas de ônibus que realizam o transporte rodoviário intermunicipal deve ocorrer nos próximos dias na Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal).

A decisão de agendar a reunião foi tomada na manhã desta quarta-feira, 21, durante o encontro ocorrido entre o presidente da Arsal, Waldo Wanderley e o vice-presidente da ACS, cabo Rogers Tenório, na sede da agência reguladora.

O cabo fez um apelo para que a Arsal, como órgão responsável pela regulação do Transporte Intermunicipal, sensibilizasse o governo, empresários e transportadores complementares para permitir o embarque gratuito de militares em serviço à paisana, ou seja, sem estarem fardados, nos ônibus e nas vans intermunicipais.

“O policial fardado é um alvo para os criminosos e uma ameaça a segurança dos demais passageiros do transporte coletivo”, argumentou o PM, citando como o exemplo o assassinato do militar Walter de Sá Carvalho, dentro de um micro-ônibus, ocorrido na semana passada em Atalaia.

Waldo Wanderley disse que a solicitação da categoria é justa, mas explicou que a Arsal não tem ferramentas para intervir diretamente no assunto. “A Arsal regula o que está na lei e não existe legislação específica neste caso. Ou se faz um acordo entre as partes ou a Associação precisará buscar alternativas, como pleitear a criação de um projeto de lei que regulamente a gratuidade”, finalizou o presidente.

Fonte: Ascom Arsal

Leia mais

  • saulo amorim22/03/2012 00h11 comentou:
  • Ôxi! onde é que tem isso no Brasil? Tá explicado porque os indices negativos de Alagoas está incrustado nas práticas da velha Alagoas. ABSURDA PROPOSTA! JABOTICABA ALAGOANA.
  • PMAL21/03/2012 15h47 comentou:
  • Deveria era dar-nos condições salariais dignas para comprarmos nosso carro ou pelo menos uma moto para nos deslocarmos para o serviço e parar de transferir o PM para outras cidades distantes simplesmente por punição... Isso é vergonhoso.

Compartilhe

mais opções
Publicidade
Anterior Três armas são apreendidas pela Polícia Militar em Maceió
Próxima Concursos: Semana terá inscrições para 7,3 mil vagas
 
© 2005 - 2014, Alagoas 24 Horas | Anuncie
Redação: Avenida Álvaro Calheiros, 342, SL 13 – Blue Shopping – Mangabeiras
contato@alagoas24horas.com.br
Fone/Fax: (82) 3325-2088
id5 soluções web