sexta, 31 de outubro de 2014
muito nublado31ºCMaceio
 
Mala direta, Assine!

Cadastre-se e receba nossa mala-direta com os destaques do dia. Muito mais comodidade para voce!

Curta a nossa Fanpage Siga-nos no Twitter Assine o FEED
00:00:00

Notícias

Esporte 17h06, 26 de Julho de 2009

Azulão cede empate para o Central no Rei Pelé


Luis Vilar
Alagoas24Horas
CSA recebe o Central de Pernambuco no Rei Pelé
CSA recebe o Central de Pernambuco no Rei Pelé

Nos primeiros minutos do confronto entre o Centro Sportivo Alagoano (CSA) e o Central (PE), no Estádio Rei Pelé, em Maceió, parecia que a tarde seria para a festa azulina. Com o apoio de sua torcida, o CSA estava animado a fazer o dever de casa e continuar respirando na Série D do Campeonato Brasileiro. Porém, mesmo tendo aberto o placar, o Azulão cedeu o empate e o jogo ficou no 1 a 1.

O CSA mostrou – apesar de não converter isto em gols – superioridade em campo e pressionou no time do Central durante os dois tempos, com boas jogadas. Mas, caprichosamente a bola não entrava. O Azulão parecia brigado com os “deuses do futebol”.

O primeiro gol azulino saiu logo aos nove minutos do primeiro tempo, dando pinta de uma possível goleada. Em uma jogada de ataque, o azulino Serginho recebeu a bola e – de voleio – mandou para o fundo do gol do Central. O CSA – depois de abrir o placar – mostrou fome de bola e continuou pressionando.

O segundo gol quase sai aos 11 minuto, com Etinho. No entanto, a zaga bem posicionada do Central fez o corte e evitou que os azulinos ampliassem a vantagem. Mas, o que parecia uma tarde de festa começou a mudar com um pênalti sofrido por Laércio, do Central.

Aos 15 minutos, Laércio foi derrubado dentro da área. Ele mesmo cobrou – aos 16 – e empatou o jogo: 1 a 1. Logo em seguida, o susto: o azulino Anderson se machucou em um “acidente de trabalho”. Ao se chocar com um jogador do Central, Anderson teve uma crise convulsiva.

Ele deixou o campo em uma ambulância e foi encaminhado para o Hospital Geral do Estado para exames mais minuciosos. Serginho Murici o substituiu. Porém, o time azulino sentiu o gol sofrido e a substituição forçada. O Central chegou a aproveitar e começar a gostar do jogo.

Mas, aos 30 minutos o time do CSA começou a se ajeitar e reencontrou a objetividade com a qual iniciou o jogo. Aos 33 minutos, o azulino Marcos Antônio quase desempata para o CSA com uma cobrança de falta. Marcos Antônio obrigou o goleiro Elias a fazer uma belíssima defesa, garantindo o empate. Por conta do incidente envolvendo Anderson, o árbitro deu cinco minutos de acréscimo. O primeiro tempo foi encerrado aos 50 minutos.

Segundo tempo

No retorno, o segundo tempo foi todo do CSA. Com várias jogadas de ataque, para desespero do torcedor azulino a bola simplesmente não entrava na meta do time adversário. O Azulão perdeu gol de falta, em jogadas de ataque, contra-ataques, o que tornou o jogo uma corrida contra o relógio em busca de um gol que ia amadurecendo, mas não aconteceu;

Uma das chances veio aos 26 minutos, quando o lateral Juninho Caiçara cruzou a bola, mas Elias se antecipou e fez a defesa. Quatro minutos depois, o CSA estava novamente na grande área do adversário. Marcos Antônio cobrou falta, mas Selmo Lima conseguiu salvar o Central.

A partir daí, o CSA atacava e o Central se defendia. A última chance foi aos 45 minutos, com Serginho Baiano, que se atrapalhou com a bola facilitando o trabalho da defesa do Central. Com o resultado, o CSA permanece na quarta colocação do Grupo 04.

Ficha técnica

Árbitro: Jefferson Rafael dos Santos /PB

Assistentes: Otávio Correia de Araújo Neto /AL e Pedro Jorge Santos de Araújo /AL

Cartões Amarelos: Marcílio (CSA), Fernando Belém, Sidney e Edson Leite (Central)

Cartões Vermelhos: Fernando Belém (Central)

Gols: Serginho 09' (CSA), Laércio 16' (Central) - 1º T.

CSA: Heverton; Jr. Caiçara, Thiago Messias, Selmo Lima e Rafael; Marcílio, Anderson (Serginho Murici), Magno (Rinaldo) e Marco Antônio; Serginho e Etinho (Fagner).

Técnico: Celso Teixeira

Central: Elias; Baiano, Sidney, Fernando Belém e Edson Leite; Cosme, Rodolfo Potiguar, Fernando Pilar e Laércio (Rafael); Dinda (Jadilson) e Bibi (Guego).

Técnico: Adelmo Soares

Galeria de Imagens

Leia mais

  • NEY ALBERTO CRB ACIMA DE TUDO27/07/2009 16h31 comentou:
  • Como disseram a imprensa só pq empatou fora contra o Central e o Sergipe, já acharam que iria ganhar os dois jogos principalmente o central e acharam q o Sergipe iria levar uma goleada do Fraco Santa Cruz, Vcs podia ganhar so pq o nome é santa Cruz ficaram com medo. olha o exemplo do SERGIPE
  • azulina27/07/2009 08h18 comentou:
  • Ataque medíocre, incompetente, incapaz de fazer um único gol.

Compartilhe

mais opções
Publicidade
Anterior PM recaptura foragidos de delegacia
Próxima Concursos: Semana terá inscrições para 7,3 mil vagas
 
© 2005 - 2014, Alagoas 24 Horas | Anuncie
Redação: Avenida Álvaro Calheiros, 342, SL 13 – Blue Shopping – Mangabeiras
contato@alagoas24horas.com.br
Fone/Fax: (82) 3325-2088
id5 soluções web