sexta, 22 de agosto de 2014
parcialmente nublado24ºCMaceio
 
Mala direta, Assine!

Cadastre-se e receba nossa mala-direta com os destaques do dia. Muito mais comodidade para voce!

Curta a nossa Fanpage Siga-nos no Twitter Assine o FEED
00:00:00

Notícias

Interior 14h02, 06 de Abril de 2010

Produtores de arroz fazem colheita


Agência Alagoas
Produção deste ano pode superar números de 2009
Produção deste ano pode superar números de 2009

O governador Teotonio Vilela participa nesta quarta-feira (7), a partir das 10 horas, de uma colheita de arroz no perímetro irrigado de Boacica, em Igreja Nova, onde existem cerca de 506 lotes utilizados para a rizicultura. “A colheita na região teve início há um mês e a previsão é que a produtividade seja semelhante à do ano passado, quando foram colhidas 8 toneladas de arroz por hectare”, citou o superintendente de Desenvolvimento Agropecuário da Secretaria de Estado da Agricultura, Edson Maruta.

Os arrozeiros da região do Baixo São Francisco receberam 130 toneladas de sementes de arroz nos meses de agosto e setembro de 2009 para garantir o plantio e a safra de 2010. Este ano haverá um aumento e serão entregues 160 toneladas de sementes de arroz para garantir a safra de 2011. Na mesma ocasião, também haverá a entrega de sementes de feijão, milho, algodão, sorgo e arroz. No total, a região do Baixo São Francisco vai receber, por meio do Programa Alagoas Mais Alimentos, mais de 211 toneladas de sementes, que serão distribuídas aos agricultores familiares.

Serão 24 toneladas de sementes de feijão phaseolus; 11 toneladas de sementes de feijão vigna; 21 toneladas de sementes de milho; 260 quilos de sementes de algodão; 500 quilos de sementes de sorgo; e 160 toneladas de sementes de arroz.

Cultivo de arroz

Em 2009, a produtividade do arroz por hectare foi superior até à média de outros estados, como Santa Catarina. Alguns produtores obtiveram 12 toneladas do grão por hectare. A rizicultura é praticada também nos perímetros Marizeiro (Penedo), Itiúba e em Piaçabuçu, envolvendo uma média de 800 famílias de pequenos agricultores.

O plantio do arroz gera empregos, renda, abastece o mercado alagoano e ainda exporta para Sergipe, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Além do apoio do governo do Estado e das prefeituras locais, os produtores de arroz dispõem de uma linha de crédito das instituições financeiras.

Fonte: Diego Barros/Seagri

Leia mais

Compartilhe

mais opções
Publicidade
Anterior Última semana para matrículas no Projovem
Próxima Concursos: Semana terá inscrições para 7,3 mil vagas
 
© 2005 - 2014, Alagoas 24 Horas | Anuncie
Redação: Avenida Álvaro Calheiros, 342, SL 13 – Blue Shopping – Mangabeiras
contato@alagoas24horas.com.br
Fone/Fax: (82) 3325-2088
id5 soluções web