sexta, 29 de agosto de 2014
límpido19ºCMaceio
 
Mala direta, Assine!

Cadastre-se e receba nossa mala-direta com os destaques do dia. Muito mais comodidade para voce!

Curta a nossa Fanpage Siga-nos no Twitter Assine o FEED
00:00:00

Notícias / Interior

Interior 09h23, 04 de Junho de 2010

Preso morre em delegacia de Teotonio Vilela


Luis Vilar
Valderi Melo/Alagoas24horas
Instituto Médico Legal de Arapiraca
Instituto Médico Legal de Arapiraca

Um preso faleceu – na manhã desta sexta-feira, dia 4 – dentro de uma das celas da delegacia de Teotonio Vilela, cidade distante 99 quilômetros de Maceió. De acordo com informações de um dos agentes da Polícia Civil lotado na distrital, o preso teve uma convulsão e veio a falecer.

O agente da Polícia Civil descartou a possibilidade de suicídio ou homicídio. O preso foi identificado como José Robson da Silva, de aproximadamente 30 anos de idade. Ele foi preso há dois meses por tentativa de homicídio. O inquérito já foi finalizado e encaminhado à Justiça.

José Robson da Silva aguardava julgamento. De acordo com o chefe de serviço, Geraldo Júnior, na manhã de hoje o Instituto de Criminalística fez o levantamento do caso. Tudo indica que o preso teve – segundo informações da Polícia Civil de Alagoas – um infarto fulminante dentro da cela.

O companheiro de cela ainda chegou a pedir a ajuda, mas José Robson não resistiu e faleceu antes de receber cuidados médicos, ainda segundo a Polícia Civil de Alagoas. José Robson estava na delegacia há dois meses. A prisão dele ocorreu ainda quando o titular da delegacia era outro delegado e não o atual, Ailton Prazeres.

De acordo com Geraldo Júnior, Prazeres acompanha – neste momento – o trabalho do Instituto de Criminalística. O corpo deve ser levado para o Instituto Médico Legal Estácio de Lima (IML) ainda na manhã de hoje. O exame cadavérico deve comprovar a causa da morte.

A Polícia Civil de Alagoas deve determinar ainda uma abertura de inquérito para apurar as circunstâncias em que José Robson faleceu. De acordo com Geraldo Júnior é um "procedimento de praxe, até para que não restem dúvidas de que foi uma morte natural”. O inquérito será presidido por Ailton Prazeres.

  • TAMBÉM ACHO04/06/2010 12h08 comentou:
  • Cocordo com vc, o Estado deve ser responbilizado por essa morte!
  • Cidadão Indignado04/06/2010 11h42 comentou:
  • DELEGACIA NÃO É LUGAR DE PRESO!

Compartilhe

mais opções
Publicidade
Anterior 10º BPM flagra casal embriagado em veículo
Próxima Acusado de matar carregador é preso
 
© 2005 - 2014, Alagoas 24 Horas | Anuncie
Redação: Avenida Álvaro Calheiros, 342, SL 13 – Blue Shopping – Mangabeiras
contato@alagoas24horas.com.br
Fone/Fax: (82) 3325-2088
id5 soluções web