Igreja Batista do Pinheiro realiza ato em protesto ao crescente número de violência contra a mulher

AssessoriaDSC_0477

Em protesto ao alarmante numero de mulheres assassinadas e estupradas em Maceió e em todo o estado de Alagoas, o Grupo Flor de Manacá, da Igreja Batista do Pinheiro realizou no final da tarde do último dia 31, na Praça dos Martírios, um Ato Público em Repúdio a Violência Contra a Mulher. O Ato contou com a presença de vários membros da comunidade do Pinheiro que levaram faixas e cartazes com fotos e relatos de mulheres que foram vítimas de feminicídio, violência doméstica ou abuso sexual.

O ato faz parte de um conjunto de ações que vem sendo organizada pelo grupo integrado por mulheres da Igreja do Pinheiro que se propõe a lutar contra a opressão, a cultura machista e fazer uma leitura bíblica de gênero. O Flor de Manacá está comemorando 10 anos de existência em 2016 e vem com uma agenda de programações para chamar a atenção da sociedade e das autoridades para importância e a urgência de se tratar o tema.

Estima-se que a cada 30 min uma mulher seja assassinada por um homem no Brasil. Segundo o Mapa da Violência de 2015, o Brasil ocupa a 5º posição no ranking entre os países com maior índice de homicídios femininos o estudo ainda revela que entre 1980 e 2013, 106.093 brasileiras foram vítimas de assassinato. Ainda segundo as informações contidas no ranking, o estado de Alagoas apresenta-se como um dos lugares mais violentos para mulheres.

Fonte: Assessoria

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos