TJ vai pedir apoio policial para acompanhar oficiais de justiça

Reproduçãooficial de justica

O Tribunal de Justiça de Alagoas se manifestou nesta quinta-feira, 21, sobre o atentado sofrido pelo oficial de justiça, Robert Manso, na última terça-feira, 19, em um sítio de sua propriedade, no bairro Santa Amélia. Em nota, o TJ diz que irá exigir uma apuração rigorosa dos fatos e pedir a punição dos responsáveis pela tentativa de homicídio.

O TJ afirma ainda que trabalhará para providenciar apoio policial aos oficiais de Justiça durante o cumprimento de mandados judiciais nas regiões consideradas perigosas.

“Assim que o presidente Otávio Leão Praxedes tomou conhecimento dos fatos, determinou que o chefe de segurança institucional do Tribunal entrasse em contato com o Secretário de Segurança Publica do Estado, recomendando a instauração de inquérito policial para apuração dos fatos, bem como a adoção de medidas de proteção aos Oficiais de Justiça”, diz a nota.

Na terça-feira, 19, o oficial de Justiça Robert Manso, que é lotado na Vara Agrária do Tribunal de Justiça de Alagoas, teria sido abordado por dois elementos. Segundo informações, o oficial não ficou ferido e teria se desvencilhado dos acusados ao atirar contra dupla criminosa.

Veja Mais

3 Comentários

  • Edvaldo Araújo says:

    Verdade, é um risco constantes para os oficiais de justiça, eles precisam sim dessa proteção policial para exercer sua árdua missão.

  • JEu says:

    Gostaria de saber, primeiro, qual a missão do gabinete militar do TJ… depois, se vai ser preciso, como ficou no texto, se todo oficial de justiça vai ter direito à segurança pessoal por policiais do Estado… também desejaria saber se essa “segurança” é somente para quando for entregar uma intimação ou se é para sua segurança pessoal em sua casa, em seus deslocamentos particulares, etc… pois se assim for, então não vai sobrar policial para garantir a segurança da população… que paga os impostos e que não tem direito a segurança nenhuma…

    • Edvaldo Araujo says:

      Cidadão, está claro que é apenas no exercício da função, do mesmo jeito que as viaturas do SAMU, em ocorrências com vitimas de violências, só atendem com o acompanhamento de uma viatura policial para dar garantias de segurança aos socorristas, o que é justo. E como os oficiais de justiça irão entregar intimações nas Grotas ou em locais perigosos? Correndo o risco de serem agredidos, assaltados ou algo pior. Essa é a minha visão, creio que esse apoio policial seria apenas nessas situações de risco. Mas respeito a sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *