CSA recebe proposta milionária e pode ser vendido a empresa chinesa; entenda!

Em entrevista ao Alagoas 24 Horas, presidente azulino afirma que possível comprador tem intenção de construir arena

Gustavo Henrique/RCortez/Ascom CSA

O CSA recebeu uma proposta de compra de uma empresa chinesa na noite dessa quarta-feira (1). A reportagem do Alagoas 24 Horas entrou em contato com o presidente do clube alagoano, Rafael Tenório, que confirmou a informação.

Muitos detalhes das negociações ainda seguem em discussão, mas a estimativa é de que a venda do clube alagoano siga nos mesmos moldes da aquisição do Bragantino pela empresa austríaca Red Bull.

“Hoje o mundo está muito globalizado e os investidores estão sempre buscando novas opções de negócios. Recentemente o Botafogo de Ribeirão Preto e o Bragantino foram adquiridos por grupos empresariais. E há um grupo chinês que tem visto o CSA com bons olhos”, afirmou o presidente azulino.

Ao Alagoas 24 Horas, Rafael Tenório não revelou o nome da empresa chinesa, mas informou que a intenção do grupo é de construir um estádio para o clube.

“Os investimentos são altos e a empresa acenou com a vontade de construir uma arena, investimentos maiores na base e tornar o CSA ainda mais forte do que está hoje. Isto tem sido estudado há algum tempo. Surgiu esta proposta do CSA se tornar um clube privado e receber este investimento e estamos iniciando um processo de negociação comercial e que possamos dar continuidade a esta conversa.”, pontuou.

Ao contrário do que acontecerá com o Bragantino nos próximos anos, onde a empresa que o adquiriu mudará o nome da equipe, Rafael Tenório afirmou que o CSA não abrirá mão da manutenção do nome e da identidade do clube alagoano. Segundo o dirigente azulino, as mudanças serão apenas no campo administrativo.

“Isso é uma das coisas que não abrimos mão. Estamos estudando todos os itens. O CSA tem uma tradição centenária, uma torcida e uma história mundial. Nós iremos acordar isso e permanecerá sempre o nome de Centro Sportivo Alagoano. O que mudará será o investimento, o regimento, a administração. Mas nada que interfira na nossa paixão, na nossa torcida. Eles não demonstraram nenhum interesse de mudar o nome do clube. Estamos negociando uma marca que é forte, e ninguém teria interesse de acabar com ela”, finalizou.

Os valores a serem investidos pelos chineses para adquirir o CSA e nem a data da possível aquisição foram revelados, mas a estimativa é de que ultrapasse a casa dos R$100 milhões.

Veja Mais

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *