PC prende trio acusado de fraudar documentos e faturar R$ 300 mil em um mês

Deic

Parte do material apreendido com os acusados

Agentes da Deic e do 17º Distrito Policial de Marechal Deodoro prenderam três suspeitos de estelionato acusados de faturar, no período de apenas um mês, mais de R$ 300 mil. Entre os presos está Fernando Magalhães de Souza, de 46 anos, que já foi alvo de investigação da Polícia Federal.

Segundo a investigação, coordenada pelos delegados Fábio Costa e Leonam Pinheiro, os estelionatários falsificavam documentos de pessoas idôneas para obter empréstimos junto a instituições financeiras e comprar produtos de alto valor.

Ainda segundo a PC, apenas na cidade de Jequiá da Praia, o trio teria comercializado dez piscinas de fibra, no valor de R$ 140 mil, com dinheiro adquirido de forma fraudulenta. A investigação teria apontado, ainda, que apenas no período de 30 dias, o bando faturou mais de R$ 300 mil.

Além de Fernando Magalhães, foram presos Cícero Sebastião Soares, 35 anos, e Emanuela Patrícia Simão dos Santos, 36 anos. Com os suspeitos foram encontrados vários documentos falsificados, contratos de financiamentos, contas de energia em branco, um notebook onde eram realizadas as falsificações, impressora, documentos de identidade em branco e uma quantia em dinheiro, além de uma bicicleta avaliada em R$ 50 mil.

Todos foram autuados por associação criminosa, uso de documento falso, falsificação de documento e estelionato. A prisão ocorreu no sábado (15), mas apenas foi divulgada nesta segunda.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *