Polícia Civil identifica acusado de espancar idoso até a morte no interior de AL

 

Gildo Maximino de Carvalho, 72 anos, morto em Olho D’Água das Flores (Foto: Reprodução)

Poucas horas após a morte do idoso Gildo Maximino de Carvalho, de 72 anos, a Polícia Civil de Alagoas  conseguiu identifica o autor do assassinato. O acusado – flagrado por câmeras de segurança espancando o idoso até a morte – supostamente se chama Alex.

De acordo com informações do delegado regional de Santana do Ipanema, Hugo Leonardo, as investigações continuam e agora as equipes policiais realizam diligências a fim de prender o acusado. 

Testemunhas contaram aos policiais que pouco depois da meia-noite, o idoso e o acusado discutiram na praça de venda de crepes, em Olho D’Água das Flores, e Gildo Maximino já tinha sido agredido com chutes naquela ocasião. Uma viatura da Polícia Militar – que passava pelo local – deteve o suspeito, que estava bastante agressivo, e o levou à sede do Grupamento de Polícia Militar. Contudo, ele foi solto logo em seguida.

O idoso teria ido para casa, mas retornou à praça após esquecer as chaves da residência no local. No momento em que Gildo Maximino conversava com um vigia noturno, o acusado retornou ao local conduzindo uma motocicleta e com uma mulher na garupa. 

Ele desceu do veículo e passou a agredir o ancião com socos e chutes sob a alegação que Gildo tinha acionado a PM para prendê-lo. Após as agressões, o acusado fugiu na moto tomando destino ignorado. Já o idoso não resistiu aos ferimentos e morreu antes do socorro médico.

 

 

 

Veja Mais

2 Comentários

  • Chega says:

    Primeiro, o criminoso não deveria ter sido solto. Segundo, quem era esse vigia noturno que não interveio em favor do idoso? Ficou inerte… infelizmente a sociedade caminhou para isso… assistir a bandalheira sem se envolver para não se complicar… ainda bem que sentimos ares de mudança!!

  • José mikael Torres silva says:

    omissão de socorro é crime e todos os que estavam na praça omitiram pois tem um botão que aciona a guarda municipal.

    e a guarda que deveria estar olhando os monitores em tempo real onde estava.

    e a policia por que soltou o acusado se segundo testemunhas ele agrediu um policial inclusive quebrou o óculos de um deles

    não podemos deixar isso como está se a policia e os guardas que são para nossa segurança não faz nada quem vai fazer ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *