Empresários oferecem R$ 5 mil por prisão de acusado de espancar idoso até a morte

Reprodução

A polícia identificou o acusado de assassinar o idoso Gildo Maximino de Carvalho, de 72 anos, com socos e chutes no município de Olho D’Água das Flores, sertão alagoano. O crime, que aconteceu na madrugada desta quinta-feira (25), obteve grande repercussão pela forma brutal como o autor agiu.

Na manhã desta sexta-feira (26), o comandante do 7º Batalhão da Polícia Militar (7ºBPM) confirmou ao Alagoas 24 Horas que o acusado, inicialmente chamado de Alex,  foi identificado como José Antônio de Jesus Silva, de 29 anos, que também é acusado de praticar uma tentativa de homicídio na cidade de Itupeva, no interior de São Paulo, em 2015 contra uma namorada.

A imagem do suspeito foi divulgada como forma de ajudar na sua identificação e foi cedida pela imprensa paulista, quando da sua prisão no interior paulistano.

José Antônio ganhou liberdade após a companheira pagar a sua fiança. Ela foi encontrada morta 15 dias depois da libertação do acusado por populares dentro de um quarto, na residência em que eles moravam juntos, sendo José Antônio o principal suspeito do crime. A polícia acredita que o acusado utilizava o nome falso como um disfarce para não ser identificado pelas autoridades.

Boatos surgiram de que a prefeitura estaria oferecendo um valor de R$ 5 mil para quem denunciasse o paradeiro do acusado, no entanto, a reportagem apurou que a recompensa está sendo oferecida, na verdade, por um grupo de empresários da cidade. A polícia pede que quem tiver informações sobre José Antônio ligue para o 181 para realizar a denúncia anônima.

A irmã e a mãe do suspeito, com quem ele reside em Senador Rui Palmeira, foram intimadas a prestar depoimento à polícia.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *