Operação prende suspeitos de esquartejar e descartar corpos de facções adversárias

Cortesia

Dez suspeitos de integrarem uma organização criminosa que cometia homicídios foram presos durante uma operação integrada realizada nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (13), no bairro da Levada, na região da orla lagunar de Maceió.

Segundo a Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), a organização é apontada como responsável por diversos crimes, entre eles de homicídios onde as vítimas eram esquartejadas e tinham seus restos mortais jogados na Lagoa Mundaú e também em lixões do entorno do Mercado da Produção de Maceió.

Os suspeitos presos foram identificados como Erick Farias Damasceno, de 22 anos; Ismael Eduardo da Silva, de 35 anos (vulgo Aleijado); Lucas de Oliveira Silva, de 24 anos (vulgo Açougueiro); Emerson Cardoso dos Santos, de 24 anos (vulgo Bracinho); Michael Emerson da Silva, de 25 anos; Antônio Guedes Cavalcante, de 21 anos (vulgo Tonho); Josiel Amancio Santos, de 23 anos; José Fabiano Santos, de 37 anos (vulgo Cau); Ivonaldo Soares da Silva, de 26 anos (vulgo Oião) e Welthon Christian da Silva Lima, de 19 anos.

A operação, denominada Tarimba, contou com a participação de agentes pertencentes a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o Serviço de Inteligência do Comando de Policiamento da Capital (CPC) e militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).

Ao todo foram cumpridos dez mandados de prisão e quatro de busca e apreensão expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital. Os suspeitos foram levados à sede da Deic para a realização dos procedimentos necessários.

Veja Mais

1 comentário

  • Vitima says:

    O problema que esses traficantes da facção CVRL estão também atuando como Melicianos,cobrando pedágio,dando proteção,e mandam e desmandam nos bairros do Trapiche,Vergel,Vila Brejal e quem desobedece as ordens dessa facção paga com à vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *