Comerciante é esfaqueado e finge estar morto para não ser assassinado

Cortesia ao Alagoas 24 Horas

Um homem, identificado como Valcir Leite Tenório, 37, foi esfaqueado e espancado por criminosos, nesta terça-feira, 20, e fingiu estar morto para não ser assassinado. O caso aconteceu na localidade Bonsucesso, no povoado Pindorama, situado na cidade de Coruripe, litoral sul de Alagoas.

As primeiras informações dão conta que a vítima, que é comerciante e mora em Arapiraca, teria vivido momentos de terror nas mãos dos criminosos. Elementos em uma motocicleta, com modelo e placa não informados, emparelharam com o veículo da vítima e a ameaçaram com uma arma de fogo.

Ainda de acordo com informações oficiosas repassadas à imprensa, ao parar o veículo S10, a vítima foi espancada, esfaqueada e teve a cabeça raspada. Valcir Leite teria  fingido estar morto para se livrar dos criminosos, que inclusive atearam fogo ao veículo com ele no interior. A vítima conseguiu sair do carro e pedir socorro a moradores da região.

Em contato com o 11º BPM, o Alagoas 24 Horas foi informado que a guarnição do posto policial de Pindorama esteve no local ao receber uma informação de moradores da região de que havia um homem bastante machucado entre a cidade de Feliz Deserto e o Povoado Bonsucesso, Coruripe. Ao chegar ao local, os policiais  constataram que a vítima apresentava queimaduras pelo corpo e um ferimento de arma branca, na altura do pescoço, bem como diversos hematomas. Ele foi levado em uma ambulância até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Coruripe. Por conta da gravidade dos ferimentos, Valcir Leite foi transferido para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió.

Consciente, a vítima contou aos militares que teve o carro S10, de placa  MVJ – 9386, roubado na tarde de ontem (19) por dois indivíduos. Um elemento seria de estatura baixa e branco e o outro, moreno e alto.

Sobre o fato de Valcir Leite ter fingido estar morto para não ser assassinado, o 11º BPM diz não ter informações sobre este detalhe.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *