Corpo encontrado carbonizado em sofá é de jovem paulista, diz IML

O Instituto de Medicina Legal (IML) esclareceu nesta segunda-feira, 9, o mistério acerca do corpo encontrado carbonizado em um sofá, em meio a um terreno baldio, no bairro do Clima Bom, próximo ao Departamento de Estradas de Rodagens (DER). De acordo com o setor de odontologia legal a vítima é o paulista Carlos Eduardo Rodrigues de Vasconcelos, de 18 anos.

O perito odontolegista responsável pelo exame, João Alfredo Guimarães, explicou que foi necessário utilizar dois métodos para concluir a identificação do cadáver: o exame de arcada dentária e a sobreposição de imagem. “No primeiro exame, utilizei uma ficha odontológica de uma clínica particular entregue pela família onde constava a extração de um dente (molar) inferior, único trabalho que ele tinha realizado. No segundo exame, por meio de uma foto frontal que mostra o sorriso dele, consegui realizar a sobreposição com uma fotografia feita por mim do cadáver. Ambos os exames deram positivo”, explicou o odontolegista.

De acordo com a assessoria de comunicação do IML, o corpo de Carlos Eduardo já foi liberado e entregue para a família realizar o sepultado. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *