PC esclarece assassinato praticado por facção criminosa em União

Agentes da 11ª Delegacia Regional de União dos Palmares, com o apoio de policiais da Gerência de Polícia Judiciária da Região 2 (GPJ2), sob o comando dos delegados Carlos Reis e Valter do Nascimento, intensificaram nesta quarta-feira (18) as investigações acerca dos últimos homicídios que ocorreram em União dos Palmares.

As diligências resultaram no esclarecimento do crime de homicídio que vitimou Fabiano da Silva Lima, de 34 anos, conhecido como “Binha”, fato ocorrido por volta das 20h do sábado (14), no Conjunto Newton Pereira, naquela cidade. Ele foi alvejado por diversos disparos de arma de fogo e morreu no local do crime. Relatos iniciais davam conta de ter sido praticado por um grupo de mais de quatro homens.

Os suspeitos foram identificados como José Cícero da Silva, conhecido como “Dêda”, José Ricardo da Silva, o “Cau”, José Weldes Ferreira da Silva, o “Furão”, e mais outros dois conhecidos por “Fininho” e Vicente, todos com registros de antecedentes criminais. Um deles, o “Furão”, foi preso.

Com base em levantamentos realizados pela equipe de plantão no dia do crime (policiais civis de São José da Laje), confirmadas por informações fornecidas ao dique denúncia da Secretaria de Segurança Pública, as equipes do GPJ2 e 11ª DRP de União dos Palmares deram continuidade às investigações.

Conforme foi apurado, a vítima iniciou um relacionamento amoroso com a ex-companheira de um traficante que se diz membro de uma facção criminosa, que atua no Conjunto Newton Pereira, em União, o que teria motivado o crime.

Segundo foi apurado, existe um pacto envolvendo ex-companheiros membros do grupo criminoso, onde um não pode se relacionar com a ex-companheira de outro membro antes de um período de dois meses.

Associado a este suposto pacto, foi descoberto que um irmão da vítima estaria envolvido na trama, pois seria membro da gangue e teria discutido com a mesma pelo fato dela não resgatar uma dívida com o tráfico local.

O principal envolvido no crime é José Cícero, o “Dêda”, ex-companheiro de uma jovem de nome Aline, namorada da vítima.

A ação que identificou os suspeitos teve o apoio de militares do 2º Batalhão da Polícia Militar.

Já foram interrogados no cartório da 11ª DRP o irmão da vítima, Jefferson da Silva Lima, que sabia de toda a trama criminosa, e José Weldes, o “Furão”.

Os acusados estão foragidos. A Polícia Civil trabalha para a rápida conclusão do inquérito e prisão de todos os criminosos.

Fonte: Ascom PC/AL

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações